Metodologia ágil: entenda como funciona do conceito à prática

A busca pela padronização de processos e por práticas de excelência na gestão de projetos é constante em empresas que desejam a melhoria contínua de suas operações. Nesse tipo de ambiente, a metodologia ágil (também conhecida como agile) surge como uma alternativa vantajosa devido aos seus potenciais, principalmente para organizações que atuam em setores ligados à tecnologia.

Por englobar orientações e métodos distintos que contribuem para que equipes desenvolvam soluções mais eficientes e dinâmicas, a metodologia ágil otimiza fluxos de trabalho e melhora a produtividade de projetos.

Em outras palavras, essa metodologia é capaz de elevar significativamente as perspectivas de sucesso do seu negócio. Para se ter uma ideia, de acordo com a PWC, projetos ágeis chegam a ser 28% mais bem-sucedidos do que os convencionais.

Quer entender o que tem de tão especial nesse tipo de metodologia? Continue lendo e veja o que preparamos sobre esse conceito!

O que é o manifesto ágil?

Para entender o que compõe o escopo das chamadas metodologias ágeis, é preciso, antes, saber o que é o manifesto ágil. No começo de 2001, um grupo de 17 desenvolvedores reconhecidos se juntou em Utah, nos EUA, para discutirem maneiras de desenvolvimento mais leves com base em suas experiências.

Eles assinaram um documento chamado “Manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software”, que estabeleceu 12 princípios da metodologia ágil, além de 4 fundamentos-chave:

  • indivíduos e interações acima de processos e ferramentas”;
  • software funcionando acima de documentação abrangente”;
  • colaboração com o consumidor/cliente acima de negociação de contratos”;
  • responder a transformações/mudanças mais do que seguir um plano”.

O conceito é que, mesmo existindo valor nos elementos localizados no final das frases, valoriza-se mais os que estão em negrito.

O que é metodologia ágil?

Desde o manifesto, muitas obras foram desenvolvidas abordando as chamadas metodologias consideradas ágeis, que aprimoram a atuação dos times de colaboradores. Seus princípios, antes empregados mais em tecnologia, passaram a ser aplicados em outros campos, como na área de projetos e em marketing.

A metodologia ágil é uma alternativa ao modelo tradicional de gestão de projeto. O objetivo é auxiliar as empresas a lidarem com imprevisibilidades dentro de projetos, por intermédio de ciclos que estimulam maior interação entre consumidores e colaboradores.

Existem entregas parciais dinâmicas e constantes, isto é, o cliente não necessita aguardar muito tempo para acessar resultados. A metodologia ágil ainda estimula a adaptação contínua e a atuação em equipe. Foco no consumidor, produção de maior valor agregado e auto-organização integram os seus pilares.

Suas práticas têm por propósito a entrega rápida e de alta qualidade do produto final do projeto, permitindo ainda que seja entregue em partes à medida que se desenvolve. Basicamente, as abordagens das metodologias ágeis sintonizam a criação e a condução de projetos aos objetivos do negócio e às necessidades dos consumidores.

Qual é a sua importância para as empresas?

Como visto, essa metodologia une sua filosofia a um conjunto de princípios de desenvolvimento para melhorar as entregas e os itens produzidos. Dessa forma, as metodologias ágeis têm por finalidade maximizar o trabalho das equipes de projetos e os resultados gerados aos clientes, tendo por base seus 12 princípios:

  1. Ter como prioridade a satisfação do cliente por meio de entregas de valor contínuas e rápidas;
  2. Ser receptivo a alterações nos requisitos em qualquer fase do processo. Aliás, ambientes mutáveis são empregados em toda etapa do projeto para entregar ao cliente vantagem competitiva;
  3. Realizar entregas frequentes (do produto ou serviço), no menor período de tempo possível;
  4. Manter a colaboração das partes envolvidas em todo o projeto, diariamente;
  5. Fornecer o ambiente, as ferramentas e o suporte necessários aos indivíduos do projeto, além de acreditar neles para realizarem as atividades;
  6. Estimular a comunicação pessoal, que transmite as informações necessárias ao time de colaboradores, sendo o meio mais eficiente. Nesse ponto, atenção especial para reuniões presenciais, consideradas mais eficazes para o sucesso do projeto;
  7. Um produto final de trabalho corresponde à medida final do êxito. No caso da tecnologia, a medida primária de progresso consiste no software em funcionamento;
  8. Os profissionais envolvidos no processo precisam manter um ritmo constante, de modo indefinido, pois fluxos ágeis estimulam um desenvolvimento sustentável. De outra forma, temos que o desenvolvimento sustentável é feito por intermédio de processos ágeis, por meio dos quais as partes interessadas conseguem manter um ritmo contínuo;
  9. Manter atenção frequente à excelência de design e técnica eleva ou aprimora a agilidade;
  10. Eliminar o máximo de esforços que não geram valor ao produto, pois a simplicidade é fundamental;
  11. Equipes auto-organizáveis propiciam os melhores designs e arquiteturas, além de atender aos requisitos do projeto;
  12. Por meio de intervalos regulares, o time de colaboradores do projeto reflete sobre como melhorar a sua eficiência e eficácia para otimizar o seu comportamento.

Esses princípios geram benefícios às empresas, como aumento na satisfação do público e comunicação ativa entre os participantes do projeto e os clientes. Isso pode reduzir custos. Além do mais, há grande enfoque em prazos, de modo que é possível sincronizar o cronograma de execução de orçamento do projeto com as etapas e entregas aos clientes.

Quais são as principais tendências ou métodos de uso relacionados à metodologia ágil?

Existem métodos que se utilizam de processos ágeis para fortalecerem as suas abordagens, tornando os procedimentos em que são aplicados mais eficientes. Veja alguns exemplos adiante.

Kanban

Kanban, termo de origem japonesa que significa, literalmente, “cartão” ou “sinalização”. Seu conceito está relacionado ao uso de cartões — posteriormente de post-it, luzes, caixas vazias etc. — para indicar o status de transportes ou fluxos de produção em companhias de fabricação em série.

Scrum

Scrum consiste em uma metodologia ágil para planejamento e gerenciamento de projetos (especialmente de software). Nele, cada projeto é segmentado em ciclos, geralmente mensais, conhecidos como sprints. O Sprint consiste em um time box (caixa de tempo), ou um intervalo, em que um conjunto de atividades deve ser realizado.

Lean

A Metodologia Lean é anterior ao manifesto ágil, tendo surgido no Japão do pós-guerra, em indústrias automobilísticas que desejavam ser mais produtivas. Contudo, projetos Lean que incorporam conceitos ágeis em sua realização se tornam muito eficientes. Por compreender modelos de processos enxutos, com poucos desperdícios, essa abordagem é compatível com as metodologias ágeis.

Empregar uma metodologia ágil em um projeto corporativo pode gerar muitos benefícios, como visto acima. Se a sua empresa já está avançada em sua jornada digital, isso pode ser mais simples ainda, uma vez que esse tipo de abordagem surgiu justamente dentro do meio tecnológico. Você ainda poderá empregá-la com o seu ERP, com sistemas de gestão e com outras soluções voltadas ao gerenciamento de projetos para otimizar os resultados de sua equipe.

Quer saber em que fase da jornada digital o seu negócio se encontra? Participe agora mesmo de um quizz que fizemos sobre o tema e descubra!

Quer saber mais sobre o principal evento de tecnologia e negócios da TOTVS? Serão mais de 250 palestras e workshops diversos entre os dias 25 e 26 de junho em São Paulo.

Garanta já o seu ingresso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *