regime-de-competencia

A importância do regime de competência para sua empresa

Equipe TOTVS | GESTÃO DE NEGÓCIOS | 22 abril, 2020

Os métodos de registro e análise dos lançamentos de entrada e saída de uma empresa podem parecer difíceis de serem feitos. Para manter a saúde financeira da organização é preciso entender como funciona o regime de competência e sua importância.

Por esse motivo, é muito importante que o gestor conheça suas definições e aplicações. Veja neste artigo tudo sobre o assunto e como manter seu negócio em conformidade com a legislação.

O que é regime de competência?

Antes de falar sobre o que é regime de competência, é preciso saber que a legislação brasileira considera-o como regime oficial. Esse é um método de registro de lançamentos contábeis feitos durante o período de competência de receitas ou de despesas efetuadas.

Ou seja, se a companhia fizer uma despesa no mês de janeiro e só efetuar o pagamento no mês de março, o registro contábil será efetuado em janeiro. Isso porque esse é o período de competência dessa despesa. Portanto, independentemente da data que o pagamento será feito, a despesa será registrada no dia e no mês que a transação foi feita.

New call-to-action

Registro de receitas

No registro de receitas estão apontados todos os pagamentos feitos para a empresa. Ou seja, o valor que ela terá a receber. O reconhecimento da receita acontece na data em que foi firmado um contrato ou firmado um comprometimento de pagamento.

Registro de despesas

São configuradas como despesas quando os valores que constam como ativos desaparecem. Isso acontece por terem sido transferidos para terceiros ou pelo aparecimento de um passivo.

Qual sua importância para a saúde financeira da empresa?

Manter um regime contábil de competência é essencial para equilibrar o setor financeiro da organização, seus investimentos e também para assegurar seu crescimento.

O objetivo principal desse regime é manter organizadas as finanças da empresa, além de ter uma projeção sobre seu futuro financeiro. Assim, o gestor tem a chance de se organizar para fazer o pagamento das despesas e também saber quanto receberá de receita.

Por este motivo, o regime de competência na contabilidade é muito importante para qualquer empresa que deseje estar em dia com sua vida financeira.

Diferença entre regime de competência e regime de caixa

Além do regime de competência, existe também o regime de caixa. Os dois podem ser confundidos, por isso é importante saber a diferença entre cada um deles. Para isso, é necessário entender como eles funcionam e qual sua finalidade dentro do setor financeiro.

As diferenças entre regime de caixa e regime de competência são claras: o regime de caixa leva em conta as negociações no momento em que acontece a transação financeira. Portanto, a transação só é contabilizada somente quando o pagamento ou o recebimento é de fato efetuado.

Um exemplo de regime de caixa é quando uma compra com algum fornecedor é parcelada. Ela só seria contabilizada quando a primeira parcela fosse paga. As próximas parcelas só serão contabilizadas quando seu vencimento chegar. Isso também vale nos casos de recebimento parcelado.

Qual dos regimes deve ser seguido?

Outra dúvida muito comum entre os empresários é saber qual regime contábil seguir. A resposta é bem simples: é preciso analisar qual dos dois atende melhor às necessidades do seu negócio. Em alguns casos, o regime de caixa substitui o regime de competência.

Entretanto, isso é aceito apenas nos casos tributários. Isso porque faz o reconhecimento das receitas e das despesas somente nas datas em que as transações e outros eventos foram efetuados.

Ademais, a legislação exige que seja utilizado o regime de competência. Entretanto, a companhia pode acompanhar os dois regimes para ter um controle mais eficiente de sua vida financeira. Essa é uma maneira mais completa e estratégica de organizar as finanças e alcançar bons resultados.

Sistema de gestão: como pode ajudar?

Organizar o regime contábil pode ser mais fácil e eficiente com um sistema de gestão que possua um módulo financeiro. Essa tecnologia automatiza os processos, fazendo um melhor aproveitamento de dados, além de dar mais controle para o gestor.

Se trata de uma solução flexível, que se adapta às necessidades da sua empresa e fornece informações estratégicas para auxiliar na tomada de decisão. Atende a empresas de diversos segmentos e portes.

Saiba mais sobre essa tecnologia e como um software de gestão financeira pode contribuir para manter os custos do seu negócio equilibrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.