Varejo 4.0: qual é o papel da gestão de pessoas para o futuro?

Você já parou para imaginar como será o futuro? Essa é uma reflexão interessante e quase sempre nos faz pensar em tecnologias. A questão é que o Varejo 4.0 já é uma realidade!

Enquanto alguns setores ainda estudam novos rumos, o varejo vem se reinventando dia após dia. A intenção não é só investir em recursos tecnológicos: é fundamental ser humano, personalizado e focado nas necessidades do cliente.

Diante disso, qual será o papel da gestão de pessoas? Neste post, você descobrirá. Acompanhe!

Varejo 4.0: o futuro é agora

Se pararmos para observar todas as evoluções pelas quais a sociedade está passando, como a popularização da internet e dos smartphones, era de se imaginar que o varejo fosse um dos primeiros setores a avançar.

Sempre próximo do consumidor, ele tem o desafio de acompanhar as suas evoluções e entregar a melhor experiência de compra. Foi graças a isso que o Varejo 4.0 se tornou uma realidade.

Atualmente, o uso de sistemas de gestão (também conhecidos como ERP) e de realidade virtual no varejo, por exemplo, é comum em todos os portes de negócios.

Portanto, o futuro já chegou no setor varejista. Mesmo com muito a evoluir, gestores e empresários devem investir na melhoria e modernização de suas empresas. Caso contrário, elas ficarão defasadas e terão dificuldades para se destacar.

O futuro do varejo e o futuro do trabalho

O futuro do varejo está ligado à tecnologia, mas é muito mais que isso. Existe um fator que não pode ser ignorado e que aumenta o posicionamento da marca e a conquista de novos clientes: o capital humano.

Isso mesmo! A tecnologia não veio para aniquilar o trabalho humano, mas sim para ajudá-lo a ser mais eficiente. Isso porque, por mais que o consumidor moderno seja um fã declarado da transformação digital, ele não renuncia ao contato pessoal.

Tem dúvidas disso? Um estudo da PwC concluiu que 80% dos consumidores esperam que existam mais interações humanas no futuro. Ou seja, vale investir em tecnologia, mas o cliente quer mesmo é ser atendido. Isso exige uma equipe de trabalho prestativa, qualificada e eficiente.

Com isso, o futuro do varejo tem estreita relação com o futuro do trabalho. O atendimento personalizado e eficaz faz — e continuará fazendo — toda a diferença nos resultados empresariais.

Ainda que os recursos tecnológicos sejam úteis e tragam comodidade e agilidade para os processos, as interações humanas são uma demanda. Afinal, o relacionamento interpessoal é uma de nossas grandes características, não é mesmo?

As competências do profissional de amanhã

Se o futuro do varejo está atrelado ao futuro do trabalho, como deve ser o profissional de amanhã?

Existem algumas habilidades e características imprescindíveis para os colaboradores que atuam no varejo. Elas favorecem a comunicação e ajudam a proporcionar ao cliente experiências diferenciadas. Conheça-as!

Criatividade

Ser criativo é uma necessidade no atual cenário de mercado. Os antigos métodos de atendimento e as conversas engessadas ficaram para trás. Atualmente, é fundamental atrair e encantar o cliente.

Quanto mais inovador e criativo for o funcionário, mais chances ele terá de contribuir para o sucesso da empresa, principalmente diante de situações inusitadas e que exijam uma rápida decisão.

Controle emocional

O controle emocional é outro fator de grande relevância para o trabalhador do futuro. Isso porque as interações humanas são complexas e nem sempre ocorrem de maneira linear.

Durante uma negociação, por exemplo, diversas objeções podem surgir. Somente com inteligência emocional, o profissional conseguirá superá-las e conduzir a conversa de uma maneira saudável e produtiva.

Autoaprendizagem

A proatividade e a disponibilidade para aprender sempre mais, mesmo que não haja treinamentos específicos fornecidos pela empresa, podem ser fundamentais para o cotidiano no varejo.

Os profissionais que buscam o aperfeiçoamento são atentos às tendências de tecnologia no varejo. Esses funcionários que gostam de aprender devem ser valorizados.

Empatia

Por fim, é preciso destacar a necessidade de que o profissional do futuro seja empático. A empatia é uma das grandes habilidades humanas e faz toda a diferença dentro do varejo.

Quando o colaborador consegue se colocar no lugar do cliente, as chances de gerar um vínculo de confiança e conquistar a sua fidelidade é bem maior.

Os desafios da gestão de pessoas no varejo

Afinal, quais são os desafios da gestão de pessoas no varejo? Até aqui, você viu que o Varejo 4.0 é caracterizado pela transformação digital, mas também exige um trabalho eficiente e estratégico dos colaboradores.

Para transformar o atendimento ao cliente e formar verdadeiros talentos, as equipes de Recursos Humanos precisam superar alguns obstáculos. Confira!

Conectar gerações

Conectar gerações é um grande desafio para o RH. Isso porque o varejo tem em seu quadro de funcionários muitos colaboradores jovens, mas as lideranças costumam ser pessoas mais velhas.

A questão é: como unir a experiência e o conhecimento dos mais antigos com a sede de inovação e aprendizagem do novo profissional? Uma boa alternativa é investir em tecnologia e em estratégias que façam com que todos remem na mesma direção e aprendam um com o outro.

Oferecer bons treinamentos

Os treinamentos são mais um desafio para as empresas e nem sempre são uma prioridade. É necessário incorporá-los ao calendário do negócio e estudar maneiras de torná-los mais atrativos e produtivos. O varejo inteligente é dinâmico e os treinamentos também devem ser!

Entregar um propósito

Fazer com que os times se sintam parte do sucesso empresarial e entendam o propósito de todos os seus esforços é um desafio importante, capaz de afetar a motivação e disposição do trabalhador.

A valorização do trabalho, os programas de recompensa e os planos de carreira podem ajudar a superar esse obstáculo, garantindo funcionários satisfeitos e engajados.

As melhores dicas para transformar as suas equipes

Depois de tudo o que você leu, chegou a hora de apresentarmos as melhores estratégias para transformar as suas equipes. O varejo precisa de talentos. Você conhecerá agora algumas dicas que podem ajudá-lo a encontrar e formar o seu time de alta performance!

Seja transparente

A transparência é um elemento indispensável para a gestão de pessoas. O líder deve ser claro em suas ações e repassar aos funcionários suas funções, suas metas, seus erros e seus acertos. Lembrando que a comunicação interna garante que o trabalho flua de maneira produtiva e ajuda a criar vínculos entre os colaboradores.

Defina uma cultura para a empresa

A cultura da empresa é um importante orientador para os trabalhadores, pois é a sua essência. Esse conjunto de valores, hábitos e boas práticas precisa ser muito bem elaborado e repassado para todos os funcionários.

Avalie e dê bons feedbacks

Por fim, a avaliação dos colaboradores e os feedbacks devem ser incorporados ao seu cotidiano. Isso porque o aperfeiçoamento do trabalho, a correção de falhas e o reconhecimento dos resultados são elementos indispensáveis à motivação e à produtividade de uma equipe.

A sua empresa já está pronta para o Varejo 4.0? Como ficou demonstrado, o futuro será marcado por intenso uso de tecnologia e interações humanas mais qualificadas e personalizadas. Invista na gestão de pessoas e garanta um time de alta performance!

Quer aprender mais sobre o tema? Saiba qual é a contribuição da tecnologia no futuro dos negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *