6 aplicações da Internet das Coisas que fazem parte da sua rotina. Veja!

A diversidade de aplicações da Internet das Coisas (IoT) vem revolucionando a forma como nos relacionamos com a tecnologia e com o próprio mundo ao nosso redor. Graças às possibilidades inovadoras que ela permite, todos os setores do mercado estão passando por mudanças estruturais significativas. E os avanços são tantos que muita gente não se dá conta que a IoT está ali ao lado!

Afinal, você sabe como essa tecnologia pode ser aplicada? Se quer tirar as suas dúvidas, este post é para você. Mostraremos aqui como surgiu a IoT, como ela funciona, quais são os seus principais impactos na sociedade e as suas principais aplicações no mundo atual. Confira!

O surgimento da Internet das Coisas

Em 1999, um especialista britânico em tecnologia chamado Kevin Ashton apresentou o termo Internet of Things em uma de suas palestras, na empresa Procter & Gamble (P&G). Segundo a sua proposta inicial, se os computadores fossem capazes de saber as coisas por meio de dados coletados sem intervenção humana, seria possível otimizar as mais variadas atividades do nosso dia a dia.

O tempo passou e a tecnologia evoluiu rapidamente em diversos âmbitos que fomentaram a transformação dessa ideia em realidade. Com processadores poderosos, redes sem fio e baterias capazes de sustentar microcircuitos por mais tempo, a IoT entrou definitivamente em nossas vidas.

Para entender como isso aconteceu, veja a seguir como exatamente ela funciona.

O funcionamento da IoT

Um dispositivo com tecnologia IoT nada mais é do que um eletrônico capaz de se comunicar com outros sistemas por meio de uma conexão sem fio (wireless). Em outras palavras, o aparelho é capaz de coletar dados do seu próprio funcionamento e transmiti-los para uma solução digital, da mesma forma que acontece entre dispositivos conectados à Internet.

Imagine, por exemplo, um sensor de temperatura de uma máquina. Com a tecnologia IoT, ele pode ser inserido em locais de acesso até então impossíveis. Pela rede sem fio, ele envia os dados coletados em tempo real para um software que faz o monitoramento com alta precisão. E essa é apenas uma das aplicações na indústria, setor que está entre os mais beneficiados pela IoT.

O mais interessante é que não se trata de um tipo de estratégia fechado. As aplicações da Internet das Coisas dependem basicamente da criatividade de quem desenvolve ou das demandas de quem utilizará o dispositivo em questão.

Os impactos, como mostraremos agora, são gigantescos.

O impacto da tecnologia na nossa sociedade

Ganho de velocidade

A informação se tornou um verdadeiro ativo para as empresas. Hoje, ela é capaz de gerar valor, promovendo tomadas de decisão mais eficazes na rotina operacional. Nesse sentido, um dos principais impactos da IoT é o ganho de velocidade nas transferências de dados.

Por meio de conexões sem fio e automatizadas, a intervenção humana deixa de ser o principal vetor de coleta e armazenamento de dados. Não é à toa que a gama de aplicações da Internet das Coisas no varejo e na indústria é tão grande.

Tecnologia a favor do bem-estar

A otimização de atividades não ocorre apenas no mercado, mas é ampla também no ambiente doméstico e nas cidades como um todo. O bem-estar da população é um foco importante da tecnologia, algo que já está sendo aproveitado pelos governos ao redor do mundo, como mostraremos mais à frente.

Proximidade física

Conectar tecnologias deixou de ser uma questão que depende diretamente do espaço físico nos quais elas estão dispostas. A IoT tende a reduzir o uso de cabos e fios elétricos, beneficiando empresas e usuários domésticos. A comunicação “pelo ar” deve tomar proporções quase absolutas nos próximos anos, ao menos para a troca de dados.

Veja a seguir as tecnologias que, por meio da IoT, já trazem esses impactos à nossa sociedade.

6 aplicações da Internet das Coisas na nossa rotina

1. Smartwatches

Os chamados relógios inteligentes vêm se popularizando cada vez mais. Conectados ao smartphone via IoT, eles se tornaram periféricos extremamente práticos, pois não só otimizam as funções do celular, como também estendem a sua capacidade. Sistemas de monitoramento de batimento cardíaco e de atividades físicas são bons exemplos disso.

2. Smart homes

Os relógios não são os únicos dispositivos de uso pessoal a entrarem na mira da IoT. Entre as inovações mais promissoras estão as casas inteligentes, já bastante populares nos EUA e na Europa. Os eletrônicos se comunicam com um smartphone para permitir que o usuário gerencie os ambientes na palma da mão.

Geladeiras inteligentes, sistemas de compras automáticas, televisão e controle de iluminação são apenas alguns exemplos de tudo o que pode ser integrado na smart home. Para ir além, o controle pode ser feito via comando de voz!

3. Carros inteligentes

Os veículos autônomos estão cada vez mais inteligentes, graças à IoT. Com a tecnologia, eles podem se comunicar com o seu dispositivo móvel e trocar dados, além de otimizar o trajeto em tempo real e promover uma direção mais segura e econômica.

4. Sensores industriais

A Indústria 4.0 assume a IoT como uma das suas tecnologias essenciais. Por meio de sensores implantados nas máquinas, a fábrica vai se tornando mais inteligente, o que significa ser capaz de gerenciar as próprias atividades. Os dados coletados podem ser enviados ao sistema de gestão (ERP), por exemplo, para que a performance da produção traga impactos positivos também para a gestão da empresa.

5. Automação no varejo

A IoT nos supermercados também é uma tendência que chama a atenção. A sua aplicação permite, por exemplo, identificar os horários de maior fluxo de clientes, levantar quais áreas da loja são mais frequentadas, conhecer melhor o público-alvo etc.

Para isso, uma solução é adotada para mapear os dados fornecidos pelos próprios clientes do estabelecimento. Vale destacar que a IoT ainda permite otimizar a gestão de estoque ao monitorar o nível de produtos nas prateleiras em tempo real.

6. Smart cities

O conceito de cidades inteligentes envolve a aplicação de tecnologias digitais para melhorar o bem-estar da população. O foco deve ser sempre a demanda específica daquela região, o que não inviabiliza a adoção de estratégias que tiveram sucesso em outros lugares. Alguns cases, por exemplo, valem o destaque.

Barcelona é referência mundial em inovação. O sistema de coleta de lixo, por exemplo, foi totalmente automatizado e funciona a vácuo, pois as lixeiras estão interligadas por uma rede subterrânea. Tel Aviv, por sua vez, conta com um amplo sistema de segurança pública que adotou a IoT em câmeras inteligentes para melhorar o tempo de resposta a ocorrências.

As aplicações da Internet das Coisas, como você pôde ver, são muitas. Da integração de dados corporativos no sistema de gestão (ERP) ao uso doméstico, os benefícios são muitos. Por isso, invista na modernização da sua infraestrutura tecnológica e conquiste resultados cada vez melhores na sua empresa.

Esperamos que este post tenha ajudado você a entender a importância da tecnologia nas organizações e no nosso cotidiano. Aproveite para saber mais e leia o nosso artigo completo sobre a transformação digital!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *