Análise de dados sem mistérios? Confira neste passo a passo

Passo a passo para fazer análise de dados sem mistério

Equipe TOTVS | GESTÃO DE NEGÓCIOS | 13 fevereiro, 2020

Para aproveitar todo o potencial por trás das informações e dos dados que a sua empresa tem, é preciso realizar uma análise de dados com atenção e eficiência. Mas, afinal, por que os dados ganham toda essa relevância no cenário atual? Podemos apontar vários motivos, entre eles:

  • É uma poderosa ferramenta de decisão;
  • Ajuda na melhoria dos processos;
  • Amplia a experiência do consumidor;
  • Facilita o desenvolvimento de novos produtos;
  • Auxilia a gestão de riscos;
  • Torna a gestão do negócio mais eficiente e focada no público-alvo.

Os tipos de análise de dados mais comuns

Há uma infinidade de insights valiosos a serem colhidos nos dados corporativos, e um gestor inteligente deve aprender a transformá-los em grandes oportunidades. Para isso, é claro, você deve utilizar boas técnicas. Confira a seguir os tipos de análises de dados mais comuns!

Quantitativa

A análise de dados quantitativos tem como foco informações numéricas da empresa. No varejo, por exemplo, é possível analisar a quantidade de vendas realizadas, o fluxo de caixa e o seu nível de endividamento.

Perceba que esses tópicos são essenciais para a gestão financeira e estratégica de qualquer empresa, e que sem eles é praticamente impossível fazer um negócio prosperar e se manter competitivo.

Qualitativa

A análise de dados qualitativos observa a informação por trás dos dados. Explicando melhor, quando se avalia o número de vendas, observa-se, também, o perfil do cliente, os produtos que mais vendem e a demanda em determinadas datas.

A ideia é qualificar a atuação empresarial, tornando-a mais focada para entregar ao mercado exatamente o que ele precisa — o que reflete positivamente em sua competitividade e rentabilidade.

Para quem desejar aprofundar o conceito, vale conhecer também a análise preditiva, que enxerga os dados dentro de uma espiral histórica e buscar prever os resultados futuros.

O passo a passo para uma análise efetiva

É cada vez maior o investimento em soluções analíticas, e a sua empresa não pode ficar de fora dessa tendência se quiser sobreviver a esse novo mercado mais automatizado e estratégico. Confira os passos abaixo para executar uma boa análise exploratória de dados.

Nova call to action

Comece planejando

O planejamento é a base de qualquer estratégia empresarial e, naturalmente, faz parte do processo de análise de dados. Assim, a sua primeira providência é definir objetivos, orçamento, cronograma e profissionais responsáveis, por exemplo.

Essa etapa é fundamental para que as informações colhidas sejam úteis e, principalmente, para que o procedimento possa ser finalizado com sucesso. Lembre-se de que, sem planejamento, você pode se perder durante o processo.

Defina o foco de sua análise

É preciso definir qual será o foco de sua análise. Afinal, uma empresa lida com dados e informações de diversos setores e temas.

Se você pretende ter uma previsão de vendas, não adianta analisar dados de RH, não é mesmo? Por isso, a definição do foco é primordial para o alcance de bons resultados.

Escolha as hipóteses e perguntas que serão trabalhadas

O próximo passo é a definição das hipóteses e perguntas que serão trabalhadas e devem ser respondidas com a análise de dados. Um bom exemplo de análise de dados é volume de vendas, em que é possível analisar:

  • Determinado produto está tendo uma boa aceitação no mercado?
  • A renda obtida com as vendas é suficiente para cobrir os custos?
  • Qual é o estoque necessário para uma data sazonal?
  • Quais produtos precisam de um trabalho de marketing mais efetivo?
  • Colete os dados e faça uma boa análise.

Todos os dados que forem relevantes para responder às hipóteses e perguntas levantadas devem ser colhidos. Para isso, você deve buscar as fontes corretas e ter o apoio de um bom sistema de gestão.

O sucesso da coleta e análise de dados está associado ao uso de ferramentas modernas e completas, capazes de buscar as informações, gerar relatórios e facilitar a interpretação dos dados.

Um bom exemplo é a adoção de um sistema de gestão. Alguns modelos, como o da TOTVS, já se integram ao que há de novo em Inteligência Artificial e Business Intelligence.

Tire as suas conclusões e predições

Por último, é hora de tirar as suas conclusões e predições. Isto é, com os dados em mãos, você já pode fazer uma análise inteligente e responder às perguntas levantadas na fase inicial do processo.

Nessa etapa, é interessante trabalhar os dados em diversos cenários e, se necessário, coletar novas informações. O importante é chegar à melhor resposta para as suas dúvidas, ajudando-o a tomar a decisão mais vantajosa.

Vale a pena destacar que a conclusão nunca prova que uma hipótese é verdadeira. O resultado apenas dá uma orientação, facilitando a identificação da melhor estratégia de intervenção. Afinal, há diversas variáveis que podem interferir no resultado.

As ferramentas que podem ajudá-lo na análise de dados

Já imaginou coletar dados e analisar gráficos e relatórios manualmente? Essa, certamente, não é a maneira mais eficiente para se realizar uma boa análise de dados.

Na era digital, é possível contar com o apoio de diversas ferramentas essenciais para o alcance de resultados mais expressivos. Sem o apoio de tecnologia, você pode demorar bastante para tomar as suas decisões e corre o risco de cometer sérios erros.

Sendo assim, invista em um sistema de gestão de qualidade, que seja completo, e robusto para acompanhar o desenvolvimento de seu negócio. Tomar as melhores decisões é uma das grandes responsabilidades dos gestores.

Mas isso não precisa representar dores de cabeça e noites em claro! Com os investimentos certos em data driven business, a sua análise de dados pode se tornar mais efetiva e a sua empresa pode crescer com estratégia.

Nova call to action

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *