Gestão de alta performance: o que é, dicas para aplicar e mais

Equipe TOTVS | 05 setembro, 2022

A gestão de alta performance é um modelo de gestão baseado em eficiência e resultados de alto impacto. Como consequência, há uma entrega de maior excelência ao cliente, o que melhora a experiência com a marca.

Por sua natureza, ela envolve um aprimoramento do processo de tomada de decisões, de modo que o gestor consiga ter mais assertividade em suas ações. Para tanto, há uma série de práticas necessárias para se implementar na empresa. 

Você sabe o que é gestão de alta performance? Sabe como ser um gestor de alta performance? 

Se o conceito ainda lhe é estranho, vem com a gente, pois explicamos muitas questões em torno do tema.

O que é gestão de alta performance? Quais são as suas características?

A gestão de alta performance é um modelo de gestão voltado à melhoria de processos organizacionais de forma global, o que faz com que um negócio atinja maior eficiência e melhores resultados.

Para tanto, é fundamental implementar mudanças para chegar ao patamar de excelência, tais como investir em inovação e tecnologia, mas, principalmente, aproveitar melhor os recursos humanos.

Isso é um desafio, certo? Não à toa, a busca por um curso de gestão de equipes de alta performance é algo comum no mundo corporativo.

Para explicar melhor as características dessa gestão, precisamos entender o que é alta performance: um conjunto de características relativas ao desempenho em uma atividade e aos resultados alcançados nela.

Dentre essas características, podemos citar: 

  • Disciplina;
  • Organização;
  • Determinação;
  • Desenvolvimento de habilidades;
  • Busca incessante por aprendizado;
  • Capacidade de definição de metas.

Considerando isso, consegue entender quais são as características da gestão de alta performance? Na prática, o gestor deve se postar como um líder capaz de qualificar as pessoas e aprimorar seu próprio processo de tomada de decisão.

E qual a importância da administração de alta performance?

Por que é importante ter uma gestão de alta performance?

Imagine que você deseja fazer uma gestão de marketing digital de alta performance. Para tanto, deve ter uma equipe coerente, criativa, coesa, motivada e capacitada para apresentar resultados excelentes ao cliente.

Isso só será possível com um líder igualmente capacitado para planejar as ações e manter esse time em alto nível. 

Agora, suponha que você tem tudo isso e consegue atuar de forma estratégica. Certamente seus resultados serão ótimos, você terá clientes satisfeitos com sua empresa, e o crescimento será algo natural. 

De forma simples, essa é a importância de ter uma gestão de alta performance: aprimorar as pessoas e toda a sua atividade para crescer no mercado, mesmo em meio a tanta competitividade.

Resumindo, podemos dizer que a gestão de equipes de alta performance proporciona:

  • Mais produtividade empresarial, pois equipes de alta performance são mais eficientes e produtivas;
  • Mais lucro, pois a melhoria contínua dos processos de trabalho faz com que o negócio apresente melhores resultados;
  • Maior competitividade, pois um bom time que atinge as metas estipuladas promove a empresa dentro do mercado a partir de seus resultados;
  • Redução do turnover, pois os times estão engajados, motivados e coerentes com a visão e a cultura organizacional, o que ajuda a diminuir a taxa de turnover.

Ficou curioso para saber como ser um gestor de alta performance? Confira a seguir algumas dicas para implementar esse modelo de gestão!

11 dicas para implantar uma gestão de alta performance

Pessoas e processos. Essas são as duas peças-chave de uma administração de alta performance, e é sobre elas que um gestor deverá trabalhar. Veja as dicas a seguir! 

  1. Atente-se ao processo de recrutamento e seleção;
  2. Adote a postura de líder servidor;
  3. Incentive a criatividade e inovação;
  4. Planeje suas ações;
  5. Invista na comunicação interna;
  6. Motive e apoie os colaboradores;
  7. Crie um bom relacionamento com as pessoas;
  8. Ofereça treinamentos e qualificações;
  9. Acompanhe indicadores de desempenho;
  10. Faça reuniões estratégicas;
  11. Invista em soluções tecnológicas.

1. Atente-se ao processo de recrutamento e seleção

Quais são as pessoas certas para ter uma equipe coesa cujos integrantes se complementam em conhecimentos, habilidades, personalidades e experiências? 

Existe um perfil de contratação definido pelo líder, com habilidades técnicas e comportamentais necessárias para cada função?

Os recursos humanos são a essência da gestão de alta performance, motivo pelo qual é preciso ter enorme atenção ao processo de recrutamento e seleção.

2. Adote a postura de líder servidor

O líder servidor é aquele que lidera pelo exemplo, se preocupa genuinamente com  a motivação, o bem estar e o resultado de seus liderados. 

Já não há mais espaços para os modelos de gestão em que existe uma chefia e uma hierarquia rígida e imperativa. Afinal, esse tipo de liderança não inspira nem engaja os times.

Portanto, como ser um gestor de alta performance? Se portando como um líder servidor, que orienta e capacita suas equipes sobre as melhores práticas, assume os problemas do time e compartilha as conquistas.

3. Incentive a criatividade e inovação

Outra prática fundamental para a gestão de equipes de alta performance é incentivar a criatividade e a inovação. 

Seja com palestras de temas que parecem fugir do core business, seja com treinamentos de habilidades comportamentais, um bom líder deve acreditar a todo o momento na capacidade de criação de sua equipe.

Essas atividades, além de estimular a criatividade, promovem o crescimento individual de cada profissional, o que aumenta as chances de inovação. Por isso, é importante investir no capital humano.

4. Planeje suas ações

O planejamento estratégico é a base das atividades de uma empresa. A partir dele, o gestor consegue definir as melhores ações para alcançar as metas traçadas, considerando inclusive os riscos. 

Na hora de planejar suas ações, faça pesquisas de mercado para entender a concorrência e os consumidores. Isso será importante na hora de preparar o plano de negócios da sua empresa.

5. Invista na comunicação interna

Sua empresa investe em uma comunicação transparente e horizontal? O diálogo é a base da sua administração? Se você respondeu sim para ambas as perguntas, está no caminho da gestão de alta performance.

Isso porque a construção de relações profissionais saudáveis entre líderes e liderados é baseada em uma boa comunicação interna. Todos precisam ouvir e ser ouvidos. 

E, se existe um canal de comunicação interna para alinhar as equipes e manter a coerência entre os profissionais, melhor. 

6. Motive e apoie os colaboradores

Lembra-se de que mencionamos que o capital humano é o ativo mais valioso de uma empresa e a base de uma gestão de alta performance?

Esse é o principal motivo para você, gestor, investir na motivação e no apoio aos seus colaboradores. Reconhecer o esforço deles é uma boa maneira de começar.

Pesquisa recente da Gallup, empresa global de análise e aconselhamento de líderes empresariais, aponta que 43% dos funcionários altamente engajados recebem feedback pelo menos uma vez por semana. Esses profissionais têm 87% menos chances de deixar seus cargos.

O feedback é, sem dúvidas, uma importante ferramenta para a gestão de equipes de alta performance, pois serve para motivar e apoiar os funcionários. Pratique.

7. Crie um bom relacionamento com as pessoas

A relação das empresas com seus clientes internos (empregados) e externos (clientes e parceiros) é fundamental para uma gestão de alta performance.

Quanto ao aspecto interno, o bom relacionamento é uma das formas de cuidar do principal patrimônio da empresa: as pessoas. 

Para promover um ambiente saudável interno, as reuniões, as dinâmicas e os treinamentos são importantes e devem estar presentes na rotina dos líderes. Afinal, elas ajudam o time a trabalhar junto e a manter o bom funcionamento.

Quanto ao aspecto externo, é preciso valorizar ao máximo a experiência do cliente. A comunicação próxima e personalizada é uma maneira de promover isso.

Vale destacar, também, os feedbacks dos clientes, pois contribuem diretamente para aprimorar os resultados, corrigir falhas e melhorar a entrega de valor.

8. Ofereça treinamentos e qualificações

Os programas de treinamentos e qualificações fazem parte de qualquer administração de alta performance. Afinal, é preciso investir em melhoria contínua para atingir a máxima performance do negócio. 

O gestor deve formar, capacitar e atualizar seus profissionais para que eles consigam se adequar às novidades do mercado, desenvolvendo novas habilidades técnicas e comportamentais.

Vale se colocar no lugar deles e pensar: você é o mesmo gestor de alguns anos atrás, mesmo após a transformação digital? Certamente não.

9. Acompanhe indicadores de desempenho

Você planejou suas ações, possui equipes coesas, qualificadas e motivadas que se comunicam bem. Como saber se esse conjunto de fatores está atingindo os resultados e as metas esperadas?

A gestão de alta performance só existe porque se utiliza os indicadores de desempenho para acompanhar o trabalho das equipes. Eles contribuem diretamente para calcular a eficiência e a performance dos processos e das atividades realizadas. 

A partir de sua análise, o gestor consegue tomar decisões assertivas que proporcionam melhoria contínua.  Além disso, pode direcionar melhor os recursos financeiros para atividades que aumentam o ROI da empresa.

10. Faça reuniões estratégicas

Vamos retomar o exemplo da gestão de marketing digital de alta performance? Como você pode gerir, de forma eficiente, tantos times envolvidos com um único cliente? 

Em um trabalho desta natureza, temos o time de SEO, de implementação, de mídias digitais, de atendimento ao cliente, e todos eles se comunicarão com o time de vendas.

Somente com reuniões estratégicas que colocam todos os profissionais na mesma página será possível obter alta performance. 

Nesses encontros, o gestor pode não só tratar de temas específicos dos projetos em andamento, mas também dar um feedback para seus liderados.

11. Invista em soluções tecnológicas

Por fim, não é possível, no contexto atual em que vivemos, garantir uma gestão de alta performance sem o uso de soluções tecnológicas. 

Atualmente, temos sistemas de gestão empresarial de diversas naturezas, como o ERP

Há, também, tecnologias aplicáveis especificamente a determinado setor corporativo, como é o caso do sistema para RH, ou para determinada tarefa, como o sistema de gestão de assinaturas.

O foco desses softwares é automatizar tarefas repetitivas e melhorar a produtividade e a organização dos times. Porém, eles também reúnem um grande volume de dados que contribui para a tomada de decisões gerenciais.

Em suma, são soluções que aprimoram os processos de trabalho, tornando-os mais ágeis, organizados e dinâmicos. 

A partir de todas essas informações e dicas para implementar uma gestão eficiente, você já é capaz de responder à seguinte pergunta: como ser um gestor de alta performance?

Como ser um gestor de alta performance?

O gestor de alta performance é capaz de cativar e incentivar sua equipe pelo exemplo, oferecendo espaço para que os liderados exerçam sua autonomia na hora de alcançar as metas e tomem decisões para seu desenvolvimento.

Considerando as práticas que listamos da administração de alta performance, o gestor deste modelo deve:

  • Utilizar a tecnologia para apoiar a sua gestão;
  • Ter um bom relacionamento com clientes internos e externos;
  • Identificar e atuar na estratégia da organização a partir do planejamento traçado;
  • Auxiliar no desenvolvimento de sua equipe nos diversos aspectos a partir de treinamentos e qualificações;
  • Comunicar-se com transparência e clareza com seus liderados, acompanhando a evolução individual e coletiva e fornecendo feedback constante.

E se você ficou interessado em saber mais sobre gestão de alta performance, livros não faltam!

Quais são os melhores livros sobre gestão de alta performance?

Você pesquisou “gestão de alta performance livro” na internet para se aprofundar no tema, mas não sabe em que confiar?

O livro “Gestão de Alta Performance: Tudo o que um gestor precisa saber para gerenciar equipes e manter o foco em resultados”, de Andrew S. Grove, é a maior referência sobre o assunto.

Andrew atuou por mais de 30 anos na Intel, seja como CEO ou como presidente do conselho. No livro, ele traz um guia prático com lições atemporais para gestores de qualquer área que desejam saber como criar e sustentar uma empresa de alto rendimento.

A seguir, apontamos dois outros livros renomados que contribuem muito para o desenvolvimento da liderança e da gestão de alta performance:

  • “Comece pelo porquê: Como grandes líderes inspiram pessoas e equipes a agir”, de Simon Sinek.
  • “Pipeline de liderança: O desenvolvimento de líderes como diferencial competitivo”, de Ram Charan, Stephen Drotter e James Noel.

Além dos livros, existem tecnologias que o gestor deve considerar para aprimorar seu modelo de administração. 

Uma delas é a plataforma de assinatura eletrônica da maior empresa de tecnologia do Brasil, a TOTVS Assinatura Eletrônica.

TOTVS Assinatura Eletrônica como aliada para uma gestão de alta performance

Para obter alta performance, como apontamos, o gestor deve buscar, dentre outras coisas, organização dos processos de trabalho.

Essa é a função primordial da tecnologia, certo? E é também a proposta da TOTVS Assinatura Eletrônica, que reduz a burocracia no fluxo de informações e confere agilidade e simplicidade na hora de assinar os documentos empresariais. 

Com uma solução SaaS de uso simples, o gestor terá 100% de validade jurídica em contratos de trabalho, procurações e outros documentos.

E o melhor: é possível centralizar tudo que foi assinado em uma única plataforma, facilitando a gestão da informação.

Conheça já e experimente grátis por 30 dias o TOTVS Assinatura Eletrônica!

Nova call to action

Conclusão

A gestão de alta performance depende do aprimoramento de processos e pessoas. A partir desses dois aspectos do negócio, é possível ter eficiência e resultados de alto impacto.

Para implementar esse modelo de gestão, o responsável pode adotar diversas práticas que se relacionam a planejamento, comunicação interna, indicadores e uso de tecnologia.
A propósito, você conhece os principais indicadores de produtividade?

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.