Como abrir uma franquia? 9 dicas para te ajudar

Equipe TOTVS | 23 agosto, 2022

Se o seu negócio já está em um estágio que precisa crescer, mas você não sabe como, talvez seja a hora de transformá-lo em uma rede de franquias. Entretanto, para isso, é preciso saber primeiro como abrir uma franquia e quais são as vantagens desse modelo de expansão.

Por isso, no artigo a seguir, reunimos algumas dicas que podem te ajudar a entender mais sobre como investir em franquias para ampliar seus negócios.

Continue a leitura e saiba mais!

O que é uma rede de franquias?

A franquia é um modelo de negócios adotado por empresas consolidadas no mercado que desejam expandir a sua atuação por meio da abertura de unidades.

Entretanto, estas serão administradas por parceiros que adquirem o direito de uso da marca e devem seguir os padrões da empresa ao reproduzir o atendimento e os processos.

Portanto, uma rede de franquias são diversas unidades da empresa administradas por investidores parceiros.

Companhias de diversos segmentos podem investir nesse modelo de negócios, desde prestadoras de serviços, até varejistas. 

Entenda o funcionamento de um sistema de franquias

A rede de franquias é um sistema no qual uma determinada marca ou empresa concede a outro empreendedor o direito de usar sua identidade visual e comercial, bem como seus produtos ou serviços, mediante o pagamento de uma taxa ou royalties. 

Ou seja, trata-se de um contrato comercial firmado entre duas partes:

  • o franqueador, que é dono da marca e do modelo de negócio;
  • e o franqueado, que deseja abrir uma unidade daquela marca.

Com base nesse acordo, o franqueador concede ao franqueado o direito de usar sua marca, além de fornecer todo o know-how necessário para que o negócio seja bem-sucedido. 

Na maioria das vezes, a pessoa que adquire a franquia também recebe treinamento e orientação para gerenciar sua própria unidade da rede.

Nova call to action

Um panorama sobre o mercado de franquias no Brasil

Quem quer descobrir como abrir uma franquia, se questiona se realmente vale a pena dar esse passo. Por essa razão, antes de tomar qualquer decisão, é preciso estudar o mercado de franquias.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2021, as franquias registraram um faturamento de R$185 bilhões, o que representa um aumento de 10,8% em comparação ao ano anterior. 

O setor ainda registrou um crescimento expressivo em número de unidades, redes de franquias e empregos, o que colaborou para a expansão no último ano.

Esses dados evidenciam a força do mercado de franquias. E ainda há nichos específicos que se destacaram em 2021:

  • Entretenimento e Lazer: cresceu  21,2%;
  • Casa e Construção: com alta de 19,3%;
  • Moda: registrou uma elevação de 15,2%;
  • Limpeza e Conservação: teve uma alta de 14,7%;
  • Alimentação: com uma elevação de 12,5%;
  • Serviços e Outros Negócios: com alta de 11,1%;
  • Saúde, Beleza e Bem-Estar: elevação de 10,5%.

Além disso, vale ressaltar que, no Brasil, as redes de franquias já são extremamente populares.

Subway, O Boticário, Kumon, Havaianas, McDonald’s e Sorridents são alguns exemplos bem-sucedidos de empresas que possuem operações consolidadas em todo o território nacional. 

Como abrir uma franquia: pontos de atenção

É sempre importante lembrar que, quando uma empresa possui franquias, apesar de instruir o franqueado sobre os padrões de qualidade e atendimento do seu negócio, a franqueadora não poderá interferir diretamente.

Isso significa, por exemplo, que a matriz não poderá demitir funcionários da franqueada ou tomar decisões relacionadas.

Cabe ressaltar que, apesar de a franquia ser uma reprodução do negócio, o investidor não é um subordinado da franqueadora. Portanto, não pode exigir o cumprimento rígido de horários de trabalho.

É preciso ter em mente que ambas as companhias possuem CNPJs diferentes e são regidas por uma administração distinta.

9 dicas sobre como abrir uma franquia

O sistema de franchising é uma técnica de crescimento e desenvolvimento de companhias em rede muito eficaz para quem pretende expandir seu negócio de forma rápida e sem grandes investimentos. 

Esse modelo de negócio pode ser muito vantajoso para as empresas, mas é preciso entender como montar uma franquia antes de começar a sua rede.

Veja, a seguir, algumas dicas que podem ser úteis:

  1. Possibilidades de franqueamento;
  2. Registro e criação da COF;
  3. Plano de negócio;
  4. Elaboração dos manuais;
  5. Padronização de processos internos;
  6. Programas de treinamento;
  7. Divulgação da franquia;
  8. Seleção de franqueados para a rede;
  9. Relacionamento e gestão de franqueados.

1. Possibilidades de franqueamento

Antes de saber como abrir uma franquia, o primeiro passo é entender se o seu modelo de negócios é franqueável.

Existem três pré-requisitos básicos para que seja possível iniciar uma rede de franquias de sucesso:

  • Mercado: primeiro, é preciso fazer um estudo de mercado para entender se há espaço suficiente que justifique a criação de uma rede. Por exemplo, um mercado que ainda está em fase de expansão pode ter boas oportunidades. Já um estabelecimento em declínio pode ser um grande risco;
  • Negócio durável: um ponto a se considerar é a durabilidade do seu negócio, levando em conta seu ciclo de vida. Isso porque não é viável investir na expansão de um mercado efêmero, que não oferece oportunidades de crescimento no longo prazo;
  • Mercado pouco vulnerável: outro pré-requisito é evitar comprometer sua fórmula de negócio devido à ruptura no fornecimento de mercadorias como, por exemplo, com a importação de itens de países com problemas políticos. 

2. Registro e criação da COF

Após analisar seu negócio e verificar a possibilidade de abrir franquias, é preciso registrar sua marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) para garantir que ela possa ser replicada sem problemas legais.

Além disso, será necessário criar a Circular de Oferta de Franquia (COF).

A COF é o documento obrigatório que oficializa a oferta do negócio de uma empresa no formato de franquia.

A circular de oferta é importante porque contém as informações sobre o empreendimento e o modelo de franquia que será adotado.

Ela é destinada aos futuros investidores da empresa, por isso precisa conter dados claros.

3. Plano de negócio

Outro ponto importante sobre como abrir uma franquia é o plano de negócio, que descreve os aspectos estruturais e as principais metas da empresa.

Além disso, informações como os custos de instalação, produtos oferecidos, retorno de investimento etc. também devem estar presentes no plano de negócio.

Todos esses dados são essenciais para que o franqueado saiba tudo o que será necessário para manter as franquias rentáveis e crescentes.

Portanto, é preciso contar com ajuda profissional para a elaboração do seu plano de negócio.

4. Elaboração dos manuais

Não só no franchising brasileiro, mas na maioria dos países, é preciso que sejam elaborados manuais de uso de imagem e de franquia. 

No caso do manual de uso de imagem, é preciso que ele contenha o que será permitido e o que será proibido no uso da marca da sua empresa.

Assim, será possível padronizar a identidade visual de todas as unidades.

Já o manual da franquia deve conter instruções sobre como o seu negócio funciona, com especificações detalhadas sobre processos. Isso porque, a partir desse guia, é que poderão ser feitos os programas de treinamento das franquias.

5. Padronização de processos internos

Uma das principais características de uma franquia é a padronização de processos para que, independentemente da localização da loja, o cliente tenha sempre a mesma experiência. 

Por essa razão, você deve padronizar todos os processos internos do seu negócio, antes de transformá-lo em uma rede de franquias.

Isso significa definir padrões no modo de se trabalhar para garantir que você consiga replicar o seu modelo de negócio em outras unidades.

6. Programas de treinamento

Para complementar o tópico anterior sobre como abrir uma franquia, entram os programas de treinamento, que têm o intuito, justamente, de padronizar o atendimento nas franquias.

Essas capacitações podem ser disponibilizadas por meio de vídeos ou ministradas pessoalmente por consultores.

É muito importante transmitir esse conhecimento para as equipes que farão parte das unidades.

7. Divulgação da franquia

Para atrair possíveis franqueados, você deve investir em diferentes estratégias de marketing, como uso de mídias sociais, anúncios pagos (Google Ads e Instagram Ads, por exemplo), publicidade no LinkedIn, divulgação em eventos e feiras, entre outros.

No entanto, antes de colocar em ação qualquer plano de divulgação, é fundamental traçar o perfil ideal do seu franqueado.

Ou seja, quais características são importantes na hora selecionar seus parceiros de negócio?

Essa análise te ajudará a encontrar os parceiros certos para a expansão da sua marca, além de tornar suas estratégias de marketing muito mais assertivas.

8. Seleção de franqueados para a rede

Selecionar os franqueados certos é essencial para o sucesso da sua rede de franquias. Afinal, eles serão responsáveis ​​por representar sua marca e entregar seus produtos ou serviços aos clientes.

Mas como realizar essa seleção? Primeiro, considere quais habilidades e qualidades os empreendedores precisarão possuir para serem bem-sucedidos com seu modelo de negócio. 

Em seguida, certifique-se de examinar cuidadosamente cada candidato por meio de um processo de entrevista. Para isso, você pode utilizar ferramentas e processos que mais fizerem sentido para o seu negócio.

Por fim, verifique se o candidato tem condições financeiras para arcar com despesas relacionadas ao processo de como abrir uma franquia.

Além do investimento inicial, também é preciso ter capital de giro para manter o negócio em operação até que a unidade se estabilize financeiramente.

Seguir essas etapas te ajudam a garantir a seleção dos melhores franqueados para o seu negócio.

9. Relacionamento e gestão de franqueados

Quando falamos sobre como abrir uma franquia, há alguns aspectos importantes a serem lembrados para que a expansão da sua marca seja um sucesso.

Em primeiro lugar, é crucial estabelecer um bom relacionamento com seus parceiros de negócio. Isso significa ter uma comunicação aberta, uma relação de respeito mútuo e uma visão compartilhada para o futuro da rede.

Em segundo lugar, é crucial ter um plano de gestão sólido para seus franqueados. Isso inclui papéis e responsabilidades claramente delineados, bem como comunicação e treinamento regulares.

Para facilitar na gestão de franqueados, você pode dividir esse processo em três principais etapas. São elas:

  • seleção: envolve a escolha de um franqueado que tenha o perfil da empresa e que esteja disposto a cumprir com os compromissos assumidos;
  • treinamento: é essencial para garantir que o franqueado esteja preparado para representar a marca da melhor maneira possível;
  • controle: permite monitorar o desempenho do franqueado e garantir o cumprimento das metas estabelecidas. 

A gestão de franqueados é uma estratégia complexa, mas, quando bem executada, pode trazer muitos benefícios para a empresa, aumentar a lucratividade, melhorar a qualidade do atendimento e reduzir os custos operacionais.

Quais são os benefícios de abrir uma franquia?

Aprender como abrir uma franquia é desafiador, mas é uma excelente estratégia para expandir a sua marca no mercado e levar o seu negócio para o próximo nível. A seguir, listamos os principais benefícios de aderir ao sistema franchising:

Possibilidade de expansão da marca

Um grande benefício de franquear a sua empresa é a capacidade de expandir sua marca de forma rápida e eficiente.

Ao abrir em um novo local, você pode contar com a base de clientes existente para ajudar a apoiar seus negócios.

Além disso, ao fazer parceria com um franqueado experiente, você pode aproveitar seus conhecimentos e recursos financeiros para ajudar na expansão.

Dessa forma, a sua marca pode chegar a regiões mais distantes da sua sede e alcançar novos clientes.

Melhor negociação com parceiros e fornecedores 

Ao franquear seu negócio, você conseguirá negociar melhores condições com fornecedores e parceiros.

Isso ocorre porque a sua marca passa a adquirir produtos ou serviços em grandes volumes, o que proporciona maior poder de negociação.

Como resultado, o franchising pode ajudá-lo a economizar dinheiro nos custos de bens e serviços.

Por sua vez, essas economias podem ser repassadas aos seus clientes e, assim, tornar a sua franquia mais competitiva. 

Maior reconhecimento da marca perante os consumidores

Transformar seu negócio em uma rede de franquias possibilita ingressar em outros mercados, aumentar o alcance da sua marca, abrir unidades em outros locais e, assim, atingir um público cada vez maior.

A partir daí, a sua empresa passa a ser reconhecida pelos consumidores por seus produtos ou serviços, bem como por sua identidade visual e reputação.

Observe, por exemplo, a Cacau Show, uma rede de franquias que surgiu como um pequeno empreendimento e hoje é considerada a maior rede de chocolates do país, com mais de 3 mil lojas.

A concessão da marca possibilitou essa expansão e transformou a empresa em uma referência no nicho para os consumidores.

Rentabilidade vinda dos franqueados

Por meio do franchising, as empresas franqueadoras podem contar com uma rentabilidade extra proveniente dos royalties e taxas pagas pelos franqueados, que são os responsáveis pela implantação e operação das unidades.

Isso significa que a expansão da marca por meio desse modelo gera um maior retorno sobre o investimento para a franqueada.

Além disso, a rentabilidade dos negócios passa a ser dividida entre a franqueadora e o franqueado, o que pode representar um grande incremento nos lucros da empresa.

Estratégias de divulgação mais amplas 

Outra vantagem que evidencia que vale a pena aprender como abrir uma franquia é a divulgação do negócio, que se torna mais ampla e eficiente.

Isso acontece porque as unidades franqueadas costumam se unir para realizar ações conjuntas.

Logo, conseguem impactar um público ainda maior, o que gera um resultado positivo para todos os envolvidos.

Além disso, o fato de a empresa chegar até outras regiões do país também contribui para a divulgação do negócio e fortalece a marca no mercado.

Na visão do público, quanto mais unidades são instaladas, melhor a qualidade do produto ou serviço.

Logo, quanto mais lojas você abrir, maior será a sua presença no mercado e, consequentemente, o seu reconhecimento.

Para isso, no entanto, você deve direcionar suas ações de marketing não apenas aos consumidores, como também aos empreendedores, com intuito de atrair novos parceiros de negócio.

Como abrir uma franquia: dúvidas frequentes

Quanto maior o número de informações que você reunir, mais preparado estará para dar um passo rumo ao sucesso.

Por isso, respondemos às principais dúvidas sobre como abrir uma franquia. Acompanhe:

Como saber se é o momento de franquear sua marca?

Como vimos, existem muitas vantagens em franquear uma marca. No entanto, não é todo mundo que está preparado para esse tipo de expansão. Por isso, antes de tomar qualquer  decisão, é importante avaliar alguns critérios.

Primeiramente, você deve ter um bom controle do negócio e dos processos internos da empresa. Além disso, é necessário ter uma marca forte e bem posicionada no mercado para atrair os franqueados.

Outro fator importante é a capacidade de investimento, pois franquear sua empresa requer capital para investir na estrutura e na divulgação da marca.

Por fim, ainda é preciso ter um plano de negócios bem estruturado para garantir o sucesso da franquia.

Esse documento deve incluir todos os detalhes do modelo de negócio da sua empresa, dos processos internos, do público-alvo e dos objetivos da organização.

Com base nesses critérios, você poderá decidir se é o momento certo de franquear sua marca.

Quanto custa para franquear uma empresa?

O investimento inicial para franquear uma empresa pode variar muito, dependendo do tamanho e do tipo de negócio.

Vale dizer que o processo não é barato. Portanto, se a sua empresa estiver com problemas financeiros, talvez esse não seja o melhor momento para planejar uma expansão.

Para ajudar na organização dos investimentos iniciais, listamos os principais custos de franquear sua marca:

  • processos de análise de franqueabilidade: é preciso arcar com esse estudo para verificar se o seu tipo de negócio realmente é franqueável;
  • estudo de viabilidade financeira: verifica se o novo negócio será lucrativo para a marca e para os franqueados;
  • documentação: de acordo com a Lei de Franquias (Lei nº 13.966/19), é necessário preparar uma série de documentos que devem ser repassados aos interessados, como o Circular de Oferta de Franquia (COF), balancete financeiro, contratos etc.
  • proteção da marca: é preciso cadastrar sua empresa junto ao Instituto Nacional de Proteção Intelectual (INPI);
  • estratégias de marketing para a expansão: para atrair possíveis parceiros de negócio, será necessário investir na divulgação da marca;
  • consultoria especializada: para tornar sua expansão mais segura, você pode contratar consultorias para formatação de franquias. 

Formatar uma rede de franquias gera diversos custos para a empresa. Os valores de cada etapa variam bastante. Portanto, é difícil estipular um preço exato.  

Vale pesquisar os custos no mercado e comparar as opções disponíveis para encontrar o melhor custo-benefício para o seu negócio.

Abrir franquia vale a pena?

O franchising pode ser uma ótima maneira de expandir sua empresa. Ao licenciar sua marca e seu modelo de negócios, você pode crescer rapidamente para novos mercados e explorar novos grupos de clientes.

Além disso, também ajuda a fortalecer a sua empresa no mercado e gerar maior reconhecimento da marca entre os consumidores, além de proporcionar mais rentabilidade

No entanto, é importante considerar cuidadosamente os prós e contras. Por exemplo: o investimento inicial necessário, o nível de controle que você está disposto a abrir mão e a gestão de franqueados.

Lembre-se também  de que, ao franquear a sua empresa, você irá ceder parte do controle da sua marca para outra pessoa.

Por isso, é crucial escolher parceiros que sejam experientes, apaixonados pela sua marca e que tenham recursos financeiros para investir em um novo empreendimento.

Com planejamento e execução cuidadosa, o franchising pode ser uma excelente solução para levar a sua empresa a um próximo nível.

Como abrir uma franquia: veja como a tecnologia pode ajudar

Neste artigo, você entendeu mais sobre quais passos precisa dar para começar a investir em franquias. É preciso ter o máximo de informação para que seja possível entender como abrir uma franquia e fazer sua rede dar certo.

Para ajudar nesse processo, você pode contar com tecnologias, como um sistema de gestão de franquias.

Com ele, além de automatizar processos e aumentar a eficiência do seu negócio, você pode gerenciar seus pontos de venda em redes de lojas e de franquias.

Esse tipo de sistema proporciona mais controle e inteligência de ponta a ponta para sua rede. 

TOTVS Varejo Franquias e Redes

Com o TOTVS Varejo Franquias e Redes, você consegue acompanhar de perto a sua rede de franquias e tem maior controle sobre cada unidade do seu negócio.

É tudo o que você precisa para expandir sua marca, vender mais e fidelizar seus clientes. Por meio do melhor sistema para franquias, é possível:

  • automatizar processos;
  • gerenciar pontos de venda;
  • facilitar o controle de estoque;
  • integrar a loja física com o e-commerce;
  • gerar relatórios com indicadores da operação;
  • centralizar operações próprias e franqueadas;
  • e muito mais!

A partir daí, você garante maior eficiência para a sua empresa, aumenta a rentabilidade da sua rede e torna o seu negócio mais competitivo. 

Conheça o TOTVS Varejo Franquias e Redes e entenda como esse sistema ajudará seu negócio a crescer com segurança e agilidade!

Conclusão

Por meio do franchising, é possível alcançar uma série de vantagens para o seu negócio, tais como expansão da empresa, maior reconhecimento da marca perante os consumidores, rentabilidade gerada pelos franqueados.

No entanto, para dar esse passo, foi importante aprender como abrir uma franquia.

Além disso, antes de tomar sua decisão, ainda é necessário avaliar alguns critérios, como capacidade de investimento, abrir mão do controle total da marca e a disponibilidade de um plano de negócios bem estruturado.

Com base nessas informações, você poderá decidir se é o momento certo de franquear sua marca.

E, se decidir dar esse passo rumo à expansão, conte com o TOTVS Varejo Franquias e Redes. Assim, seu negócio pode crescer com maior eficiência e segurança!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.