Como vender online e ampliar suas operações de varejo?

Equipe TOTVS | 26 agosto, 2022

E-commerces, marketplaces e apps de compra nunca estiveram tão em alta como agora. É por isso que usar a internet a favor das vendas se tornou uma necessidade para qualquer loja que quer crescer. Mas você sabe como vender online?

As vendas online são aquelas que acontecem em um ambiente virtual. Ou seja, os produtos e serviços vendidos não são comprados em um espaço físico. É por meio de um navegador ou um app que a venda acontece.

Para tanto, é preciso definir bem qual será seu produto, escolher os canais de venda e, claro, investir em estratégias inteligentes.

Para ajudar você nessa tarefa, resolvemos criar um conteúdo para falar tudo sobre como vender online. 

Acompanhe 13 dicas para você ter sucesso no universo digital e aumentar as suas taxas de conversão!

Quais são os prós e contras das vendas online?

As vendas virtuais atingiram níveis históricos em 2021, totalizando mais de R$161 bilhões movimentados, segundo dados da Neotrust.

E, de acordo com dados da Flourish sobre o perfil do e-commerce brasileiro, já existem mais de 1,5 milhão de sites de comércio eletrônico no Brasil.

Contudo, ainda que vender online seja uma forte tendência, há tanto vantagens como desvantagens em escolher essa modalidade. 

Muitas vezes, inclusive, as empresas optam por unir esse formato com o físico, em uma estratégia de policanalidade.

Alguns dos prós em relação às vendas online são:

  • conforto do cliente em receber o produto em casa;
  • facilidade de ser encontrado pelos clientes em potencial;
  • horário de funcionamento muito amplo, podendo ser 24h;
  • redução de custos de manutenção para o negócio funcionar;
  • fácil compartilhamento da opinião de outros compradores.

Em compensação, alguns dos contras em relação às vendas virtuais podem ser:

  • maior demora para o cliente receber o seu produto;
  • nenhuma possibilidade de experimentar a peça vendida;
  • prazo mais longo para devolver o produto e realizar a troca;
  • maior preocupação com dados pessoais, golpes e fraudes.

13 dicas para vender online

Começar a vender online pode ser um processo mais simples do que você pensa, desde que haja dedicação e planejamento. Por isso, finalmente, vamos ao que interessa.

A seguir, iremos trazer 13 dicas para você começar a vender online. Acompanhe!

  1. Defina o que sua loja vai vender;
  2. Estude sobre o seu público e a concorrência;
  3. Atente-se aos processos logísticos;
  4. Defina o preço de todos os produtos;
  5. Determine quais serão as formas de pagamento;
  6. Defina quais são os seus canais de venda;
  7. Ofereça um serviço de atendimento de excelência;
  8. Busque agregar valor ao seu produto ou serviço;
  9. Faça o monitoramento de todas as suas vendas;
  10. Integre as vendas online e offline;
  11. Ofereça bons descontos e promoções;
  12. Estude as melhores formas de divulgação;
  13. Invista em uma boa estratégia de pós-venda.

1. Defina o que sua loja vai vender

Antes de saber como vender online, você precisa definir o que vai oferecer no seu comércio virtual. 

Mas não basta escolher um item ou uma atividade. É preciso definir seu nicho de mercado de maneira específica, entendendo qual problema ou necessidade do público vai ser resolvida com o que o seu negócio vende.

Quanto mais abrangente for o seu produto ou serviço, maior será a sua concorrência, o que pode ser negativo para quem está começando. A melhor opção é escolher segmentos que são do seu interesse, pois vão facilitar as próximas etapas.

2. Estude sobre o seu público e a concorrência

Depois de definir em que nicho você vai atuar, é o momento de fazer pesquisas de mercado. Comece estudando o seu público-alvo.

Um dos tipos de mapeamento, por exemplo, diz respeito a entender os processos de venda mais interessantes para o seu público, o que pode demandar adaptações por parte da sua marca.

Em seguida, você precisa explorar os seus concorrentes. Afinal, só é possível ser melhor que a sua concorrência se você souber o que ela está fazendo. Estude quais são as principais estratégias e canais de vendas usados.

3. Atente-se aos processos logísticos

O terceiro passo é entender tudo que está por trás de um negócio virtual, ou seja, o que você precisa para torná-lo viável. Quais são os investimentos necessários? Você vai produzir ou será necessário um fornecedor? Há interesse em dropshipping?

Essas são algumas das perguntas que você deve fazer para estruturar a sua operação da melhor maneira. Uma boa gestão de estoque e controle do processo de envio vai ser essencial para que sua loja sobreviva.

Lembre-se também de que o prazo de entrega e o valor do envio são grandes fatores de atração ou repulsão de clientes. De acordo com dados reunidos pela Moosend, o frete é responsável por até 60% dos carrinhos abandonados em lojas virtuais.

4. Defina o preço de todos os produtos

Com a operação logística bem definida, está na hora de se preocupar em definir os preços dos produtos da sua loja. Inclusive, esse valor pode depender das etapas anteriores, como a precificação da sua concorrência.

Um produto mais caro que o dos concorrentes, no entanto, pode fazer sentido se você está propondo algo com um valor agregado muito superior. Isso, por sua vez, vai gerar uma percepção de maior qualidade para os clientes.

No geral, avaliar o preço certo para seu produto ou serviço é uma tarefa bastante estratégica. Além do mercado, é preciso considerar os custos de produção ou de fornecimento. Somente com isso você pode definir a sua margem de lucro.

5. Determine quais serão as formas de pagamento

As vendas online se destacam por terem uma grande quantidade de meios de pagamento. Você precisa oferecer as melhores opções para seu público. Contudo, não pode esquecer que elas também precisam ser boas para a sua loja.

As opções são muitas: cartão de crédito, boleto bancário, voucher online, cartão de débito, gateway e links de pagamento, PIX e carteiras digitais.

Esse também é um momento de fazer com que seu potencial cliente perceba que o ambiente de compra é seguro. Investir em um bom processo de checkout, por exemplo, pode melhorar a experiência de compra online.

6. Defina quais são os seus canais de venda

No mundo digital, há vários ambientes para vender seus produtos. Por isso, em vez de tentar ter todos, você precisa escolher os canais que fazem sentido para sua loja. Para isso, é preciso ter uma estratégia omnichannel, integrando todos os meios.

Você pode optar por um site próprio, marketplaces — que reúnem vários lojistas, como a Amazon e a Shopee —, aplicativos de e-commerce, redes sociais (social commerce) e muitos outros.

É possível tanto usar alguns canais como vários. Tudo vai depender da sua demanda. Mas não importa a partir de qual canal seu cliente chegue até você, o serviço deve ser consistente e, principalmente, alinhado com os valores da sua marca.

omni by moddo

7. Ofereça um serviço de atendimento de excelência

Nem sempre o produto é o que conta mais. O atendimento ao cliente, em algumas situações, pode ser até mais valioso. E muitas pessoas podem deixar de comprar com você por esse motivo.

Não é à toa que, de acordo com dados da Revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios, 61% dos consumidores afirmam que ser bem atendido importa mais do que o preço ou a qualidade dos produtos.

E esse atendimento de excelência envolve, entre muitos outros fatores, conhecer bem o cliente: 72% esperam que os atendentes conheçam seu histórico com a empresa, como mostra um relatório da Microsoft.

8. Busque agregar valor ao seu produto ou serviço

Você sabe o que é valor agregado? Ele nada mais é do que todo o ganho que um cliente consegue ter em torno do objeto ou serviço que foi comprado. E, assim como acontece nas lojas físicas, isso é fundamental para as vendas online.

Serviços de pré-venda, como o atendimento, e de pós-venda, a exemplo da embalagem e da entrega, são as principais maneiras de conseguir agregar valor ao produto ou serviço.

E, quando você vende algo que muitas outras pessoas estão vendendo, conseguir surpreender o seu público de outras formas vai ser ainda mais necessário. Em muitos casos, pode ser o diferencial em relação à sua concorrência.

9. Faça o monitoramento de todas as suas vendas

Uma das vantagens das vendas onlines é que o acompanhamento de dados é mais fácil, intuitivo e até mesmo frequente nesse formato. Na internet, toda e qualquer navegação deixa rastro.

Por esse contexto, os negócios online conseguem ter um controle bastante automático da operação. A navegabilidade do usuário é extremamente estratégica para o negócio, oferecendo informações sobre o comportamento do usuário.

Assim, acaba sendo mais fácil acompanhar quantas pessoas estão comprando seus produtos ou serviços, de onde elas vêm e quais são os resultados dos seus esforços.

10. Integre as vendas online e offline

A estratégia omnichannel faz parte das vendas online. No entanto, ela não para por aí. Muitas empresas têm a venda online como parte da operação, integrando as modalidades.

A junção desses dois contextos tem sido a saída do varejo tradicional. E, para que se tenha uma estratégia de omnichannel eficiente, o cliente não pode sentir que existem barreiras entre o online e o offline. Inclusive, é isso que ele espera.

Uma pesquisa da Harvard Business Review descobriu que 73% dos consumidores preferem comprar por meio de vários canais. Integrar — mas, ao mesmo tempo, ampliar — experiências de compra se tornou fundamental para a satisfação dos consumidores.

11. Ofereça bons descontos e promoções

O online também tem grande destaque pela oferta de descontos e promoções. Muitas empresas que querem ampliar sua operação online divulgam cupons e condições exclusivas para pessoas que compram nos novos canais virtuais.

Assim como o varejo trabalha com calendários promocionais, sua venda online também deve fazer isso. Planeje com antecedência suas campanhas e use esses momentos a favor da sua operação virtual.

Junto aos relatórios oferecidos pelo seu software de gestão, você também pode avaliar os produtos mais vendidos e os menos vendidos, antes de organizar descontos na sua loja online.

12. Estude as melhores formas de divulgação

Embora encontrar produtos facilmente seja uma vantagem do comércio eletrônico, isso não significa que você não vai precisar se esforçar para isso. Ao vender pela internet, é preciso investir em divulgação.

Ter uma boa presença digital pode alavancar suas vendas. E isso pode ser feito de muitas maneiras. Uma delas é a partir das redes sociais. É importante que o seu negócio tenha perfis ativos em redes como Instagram, Facebook e TikTok. Além disso, você tem a possibilidade de investir em anúncios pagos nas plataformas.

O Google também é um outro meio de ser descoberto pelas pessoas. Segundo o Internet Live Stats, ele processa mais de 3,5 bilhões de pesquisas por dia. Por essa razão, vale a pena investir na otimização de mecanismos de pesquisa e no Google Ads.

13. Invista em uma boa estratégia de pós-venda

Toda empresa precisa ter uma estratégia de pós-venda. Oferecer um bom serviço depois da compra — por exemplo, ajudando no uso do produto — vai fazer com que seu cliente aumente a percepção positiva da sua marca.

E o objetivo dessa etapa é reter o cliente para garantir a sua fidelização. Afinal, como afirma Philip Kotler, referência em marketing, “conquistar um novo cliente custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter um”.

Além disso, você pode usar esse momento para entender ainda mais seus consumidores. Procure ter um feedback sobre a compra e a experiência do cliente com a empresa. Assim você vai saber onde melhorar.

Aumente suas vendas com o TOTVS Omni by Moddo

Saber como vender online envolve diversos aspectos. Entre eles, sem dúvidas, não pode faltar a estratégia omnichannel. Seja para estar presente em múltiplos canais ou integrar os ambientes virtuais e físicos, há muitos ganhos com ela.

Para estruturar essa estratégia, você pode contar com o TOTVS omni by Moddo!

Trata-se da melhor plataforma omni OMS (Order Management System) para a sua operação. A tecnologia conta com dashboards inteligentes e intuitivos. Com ela, você consegue gerenciar os diferentes canais de venda online de forma integrada.

O software ainda permite que você opere em todos os marketplaces do mercado e, se preferir, até se torne um. Garante ainda a integração com qualquer ERP, PDV e plataforma de e-commerce de mercado.

Transforme sua operação online em omnichannel com o TOTVS Omni by Moddo!

Conclusão

Neste artigo, você viu como vender online pode ser uma tarefa menos complicada do que se poderia imaginar, desde que haja um bom planejamento neste processo.

Planejar o produto que você vai vender, monitorar bem o seu resultado e, claro, adotar estratégias de omnicanalidade para integrar seus canais são algumas formas de crescer nessa modalidade.

Uma operação omnichannel é o que vai trazer consistência para sua marca em qualquer canal em que ela atue.

O TOTVS Omni by Moddo é uma excelente solução para quem quer trabalhar com vendas online e tornar o processo mais eficiente.

E, se você quer aprender mais sobre vendas e varejo, leia também sobre como vender pelo Instagram!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.