Computação na nuvem: qual é o impacto nas indústrias?

As empresas de hoje já sabem como é fundamental contar com a ajuda da tecnologia para otimizar os seus processos e manter a competitividade no mercado. Essas inovações também afetam diretamente o setor industrial. Por exemplo, as máquinas a vapor surgiram na Primeira Revolução Industrial, a eletricidade apareceu na Segunda e a automação das linhas de produção, na Terceira.

Na vivência da indústria 4.0, uma das soluções mais promissoras é a computação na nuvem, que busca melhorar todas as rotinas de trabalho nas fábricas. Isso quer dizer que o futuro do setor industrial está diretamente ligado à transformação digital, em que a manufatura inteligente, as operações monitoradas em tempo real e as máquinas conectadas realizam as atividades de produção com muito mais eficiência.

Dessa forma, preparamos este post para que você entenda qual será o impacto da cloud computing no ramo industrial. Confira agora!

A computação na nuvem e a indústria 4.0

A automação industrial busca integrar informações para criar estratégias de manutenção, produção e qualidade. No entanto, como é possível armazenar tantos dados? Se os dispositivos IoT (internet das coisas) estão sempre repassando dados e se comunicando, qual é o ambiente comum em que esses dados são salvos para a interpretação por meio de sistemas?

Essas informações ficam armazenadas na nuvem. Os indicadores referentes ao tempo, à performance e à manutenção ficam recolhidos em bancos de dados na cloud para possível utilização posterior nos sistemas de automação industrial.

Dessa forma, com um mundo cada vez mais virtual, a computação na nuvem demonstra ser uma tecnologia essencial para o aumento da produtividade, da conectividade e da criação de novas ofertas para empresas de qualquer segmento ou tamanho.

Hoje, o setor industrial está em constante busca por novos meios de ganhar tempo e acelerar a produção sem perder qualidade. As inovações em cloud computing fornecem mecanismos de computação, armazenamento e redes como nunca antes visto. Os serviços de computação estão permitindo que as plataformas sejam capazes de juntar robótica, automação e IoT, fazendo com que haja um desenvolvimento surpreendente.

Assim, o papel da cloud computing na indústria 4.0 é de facilitar bastante a implementação e a escalabilidade de sistemas para a análise de informações, o armazenamento etc. Além do mais, isso acaba diminuindo o tempo de execução e melhora todos os recursos fundamentais para a área industrial.

Benefícios da computação na nuvem

A computação na nuvem tem a função de facilitar a geração de insights por meio de dados do negócio, facilitando todos os processos industriais, sem exceção. São diversos os benefícios que essa tecnologia pode proporcionar. Veja a seguir alguns deles.

Monitoramento em tempo real

Há aplicações baseadas na nuvem que permitem o monitoramento das operações industriais em tempo real. Isso quer dizer que as peças podem ser identificadas ainda na linha de montagem, por meio de ferramentas como o chip de radiofrequência (RFID), que tem o objetivo de simplificar esse procedimento e seguir o produto, desde a sua fabricação até a venda.

O interessante é que, com a computação na nuvem, todas as operações podem ser averiguadas de modo centralizado, o que é bastante efetivo para negócios com centros de produção espalhados por vários lugares e, até mesmo, em outros países.

Automação de funções

Atualmente, a evolução industrial que acontece de novo (e que não é direcionada nos mesmos princípios das revoluções anteriores) é fruto, em grande parte, da automação. O setor industrial descobriu que, anteriormente, conseguia produzir muito mais com o auxílio de máquinas. Hoje, já se sabe que elas são capazes de elaborar itens por conta própria.

Assim, um dos benefícios da nuvem é permitir que sistemas, interligados à metodologia de orientação e serviços, consigam garantir maior equilíbrio em relação à conduta que é tomada se houver algum incidente na fábrica, por exemplo, otimizando e protegendo ainda mais a produção.

Redução de custos

A computação na nuvem permite que as indústrias de todos os portes consigam diminuir custos sem perder eficiência operacional e agilidade. Isso se deve ao fato de que o próprio modelo da cloud evita o excesso de mecanismos, como computadores, roteadores, servidores, entre outros, no chão de fábrica.

Além do mais, as fábricas sofrem bem menos impactos nas linhas de produção no que diz respeito à manutenção de ferramentas, uma vez que inovações como a IoT, juntamente a tecnologias como Big Data, podem alertar sobre qualquer eventualidade que ocorra. Você também pode conseguir boas métricas que indiquem se é o momento certo de substituir peças ou revisar maquinários, o que evita contratempos na linha de produção.

Impactos da computação na nuvem nas indústrias

É possível perceber que toda a transformação digital que se vê hoje continua se disseminando e, inclusive, provocando grandes impactos no setor industrial. Todas essas mudanças convergem para a construção da indústria 4.0, que está causando uma revolução no modo como os produtos são produzidos.

O conceito de fábrica do futuro que utiliza a robotização e a mínima intervenção humana é a grande aposta nessa revolução, e a cloud é uma grande aliada nesse processo. As tarefas se tornarão mais ágeis e flexíveis, já que será possível o acesso a dados de qualquer lugar e a qualquer momento, facilitando o compartilhamento de informações e aumentando a eficiência das operações industriais.

A computação na nuvem tem o seu papel de destaque por ser bastante fácil a sua implementação e por ser muito escalável. Além do mais, ela permite a diminuição de tempo e otimiza, em todos os níveis, os processos da indústria 4.0.

Nessa perspectiva, uma boa parte dos recursos de tecnologia da informação usados serão armazenados e processados pela nuvem. Pode-se falar que essa tecnologia é uma das mais importantes e fundamentais para o avanço da nova revolução industrial.

Enfim, a computação na nuvem está pronta para melhorar todo o processo de produção e, mais cedo ou mais tarde, a sua adoção será obrigatória para qualquer negócio que deseja ser competitivo no mercado. Quem não estiver alinhado a essa nova era digital corre o risco de não alcançar os resultados desejados e de perder espaço para a concorrência.

Neste artigo, você pôde perceber a importância que esse tema tem para a sua gestão. Então, que tal baixar o nosso e-book e saber como escalar a produção industrial de acordo com as tendências 4.0?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *