Self Checkout: 6 Vantagens de investir para o seu supermercado

O self checkout é uma tecnologia que torna o ato de pagar por compras nos supermercados mais rápido e fácil para os consumidores. É uma solução que favorece a conveniência da operação, aprimorando a experiência de compra. E você sabe: hoje, seja no supermercado ou em qualquer tipo de negócio, o customer experience tem um …

Equipe TOTVS | 24 agosto, 2021

O self checkout é uma tecnologia que torna o ato de pagar por compras nos supermercados mais rápido e fácil para os consumidores. É uma solução que favorece a conveniência da operação, aprimorando a experiência de compra.

E você sabe: hoje, seja no supermercado ou em qualquer tipo de negócio, o customer experience tem um importante papel no sucesso do negócio.

É por isso que o self checkout é considerado um “queridinho” do supermercado, especialmente fora do Brasil.

Por exemplo, de acordo com o estudo “The State of Self-Checkout Experiences” de 2021, 85% dos consumidores americanos acham o self checkout mais rápido que a fila de atendimento convencional.

Além disso, se um estabelecimento oferecer as duas opções, 60% dos consumidores escolheriam o self checkout.

Ou seja, uma opção que vale a pena ficar de olho, certo?

Além de, claro, significar uma substancial redução de custos para o seu negócio.

É para explorar tudo isso, do conceito, aos benefícios e vantagens de investir no self checkout, que criamos esse guia completo.

Preparado para aprender mais sobre o self checkout, o que é e como funciona essa tecnologia? Então siga a leitura!

O que é self checkout?

Self checkout é um terminal de autoatendimento, que funciona como caixa. Assim, o próprio cliente identifica seus produtos de acordo com o código de barras, confere o valor total, realiza o pagamento e embala suas compras.

Dependendo da loja e da tecnologia de self checkout utilizada, sequer existe um terminal de autoatendimento.

Em alguns locais, o self checkout já pode ser feito com leitores de código pelo celular, no próprio aplicativo da loja.

Assim, o pagamento digital é processado automaticamente, uma vez que o consumidor feche a compra.

É uma forma ainda mais inovadora de encarar o autoatendimento, evitando até mesmo o uso de dinheiro e cartões — algo cada vez mais comum em uma realidade como a atual, pós-pandemia.

Para você ter ideia, apenas nos Estados Unidos, cerca de 79% dos consumidores pretendem continuar ou mesmo aumentar o uso do self checkout no mercado, após a pandemia.

Os dados são da consultoria McKinsey.

Enfim, trata-se da tecnologia ideal para substituir e modernizar o processo de frente de caixa, que em muitos varejos pode ser moroso, entediante e pouco ágil.

Imagine o seguinte cenário: clientes estão no supermercado em busca de um produto específico, mas as filas nos caixas estão enormes e os carrinhos cheios.

Qual o comportamento mais comum? O cliente simplesmente perder a paciência e deixa de fazer a compra.

Esse problema poderia ser evitado com um sistema de self checkout.

Em um segmento tão concorrido, o autoatendimento é fundamental para suprir as necessidades dos consumidores que precisam fazer suas compras de forma rápida e prática.

O self checkout é uma tecnologia alinhada às diretrizes do que conhecemos como Varejo 4.0, uma das mais importantes revoluções do segmento.

Ou seja, trata-se da implementação de novas tecnologias nos processos de compra, de modo a transformar as experiências dos consumidores, criando um varejo inteligente.

A tendência de self checkout no Brasil 

Apesar de mais difundida fora do Brasil, a tecnologia do self checkout já chegou no país e se espalhou pelos grandes centros e pelas principais varejistas.

E quanto aos consumidores? Bom, de acordo com o estudo da Croma Marketing Solutions, publicado na revista Mercado & Consumo, 60,4% dos brasileiros preferem o self checkout.

Entre os motivos citados, os consumidores apontaram que o método oferece maior conveniência, favorecendo uma experiência autoral no ato da compra.

Porém, o self checkout não é a única novidade que atrai a atenção dos consumidores.

Entre seus interesses, a integração de novas tecnologias de forma geral é o que mais atrai a atenção.

Por exemplo, o uso de aplicativos das lojas para receber ofertas e novidades, aproveitar promoções e realizar o self checkout.

Além disso, novas opções de pagamentos digitais, como a adequação para o PIX e pagamentos por aproximação, são bem-vindos.

Como funciona o self checkout?

Agora que você já sabe o que é self checkout, está na hora de entender como esse sistema funciona. Como falamos, existem diferentes tipos de tecnologia self checkout.

No entanto, a mais convencional de todas é o próprio caixa de autoatendimento: uma estrutura automatizada, semelhante ao caixa normal, só que sem a presença do profissional que atende o consumidor.

O passo a passo que o cliente segue ao realizar um atendimento próprio passa pelas seguintes etapas:

  • O cliente coloca a cesta de compras no terminal;
  • Os códigos de barras são registrados por meio dos scanners;
  • Uma tela exibe os itens escaneados para que o cliente confira se está tudo certo;
  • O cliente fecha a compra e faz o pagamento via cartão de crédito ou débito,
  • Ao fim da operação é emitida a NFCe (Nota Fiscal de Consumidor eletrônica).

Os monitores do caixa self checkout contam como uma interface intuitiva, pensada para que o cliente consiga fazer sua compra do começo ao fim sem necessidade de apoio.

Embora possa se encaixar em diversos tipos de comércios, o foco do sistema self checkout é voltado para os supermercados, contando com todos os recursos necessários para a operação e integrando as informações geradas com o seu sistema de gestão.

Nesse processo de auto pagamento também é possível ter câmeras acopladas, permitindo o monitoramento do processo em tempo real.

infográfico planograma

6 Benefícios de investir em self checkout para seu estabelecimento 

O self checkout no Brasil tem ganhado mais força nos últimos anos, mas ainda está longe de ser uma tecnologia vista frequentemente nos estabelecimentos.

Se você nunca pensou em adotar esse sistema no seu negócio, saiba os benefícios que podem ser proporcionados.

1. Diminui custos operacionais

Investir no autoatendimento é um método interessante e seguro para diminuir despesas.

Por exemplo, ao implantar três caixas self checkouts no supermercado, é preciso só um supervisor para monitorar as vendas.

A redução dos custos com mão-de-obra surge nesse ponto.

2. Qualifica o atendimento e reduz o tempo de espera

Um self checkout que significa uma nova alternativa para o cliente é perfeito, pois é rápido e eficiente.

Isso torna a experiência do cliente mais cômoda e agradável, reduzindo filas e satisfazendo mais clientes em menos tempo sem perder qualidade no atendimento.

Em uma época onde as pessoas estão cada vez mais autônomas e acostumadas com dispositivos tecnológicos, investir nessa solução é estar alinhado com o momento inovador do varejo.

3. É um equipamento para várias funções

Como explicamos anteriormente, para utilizar o self checkout o cliente escaneia os códigos de barras dos produtos na estação do caixa.

Mas o que fazer com produtos que não têm código de barras, como verduras, frutas e legumes?

O sistema de autoatendimento possui uma opção de balança própria, com uma tela intuitiva que apresenta as fotos dos produtos para facilitar a pesquisa do consumidor.

4. Vantagem competitiva 

Veja bem, o self checkout não é exatamente uma tecnologia do futuro, mas do agora.

Hoje, conforme os dados que trouxemos mostram, os clientes exigem a conveniência de fazer o check-out por conta própria.

Por isso, pense nos seus concorrentes: você acha que eles já não instalaram ou planejam instalar opções de self checkout em suas lojas?

É uma corrida contra o tempo. Por isso, investir na tecnologia agora é uma forma de se colocar em vantagem competitiva.

Afinal, pelo jeito que as coisas andam (especialmente por conta dos cuidados que serão herança no período pós-Covid), o self checkout será uma necessidade básica para qualquer supermercado.

5. Melhora a experiência do cliente

Veja bem, o processo de checkout — frente de caixa — é uma etapa crítica para o sucesso da sua estratégia de experiência do cliente.

O self checkout é uma forma de aprimorar a visão e a própria experiência do cliente em relação à sua loja, especialmente no varejo.

Isso porque supermercados e demais negócios que possuem filas para pagamento normalmente são associados à demora, inconveniência e estresse.

Com o self checkout, você fortalece sua relação com os consumidores, respeitando o tempo deles.

A conveniência e a segurança do autoatendimento podem contribuir de várias formas para o seu negócio, como na retenção de clientes.

6. Otimização do espaço físico

Com o self checkout, você pode planejar uma utilização mais inteligente do espaço físico da sua loja.

Normalmente, os caixas de atendimento costumam ocupar muito espaço, especialmente por conta das filas que se formam.

Com o self checkout, você tem várias possibilidades de otimizar o layout do seu varejo, permitindo melhor uso das prateleiras, do merchandising e dos pontos de venda.

Além disso, torna a experiência de compra mais intuitiva, apelando para o aspecto “frictionless“.

Ou seja, sem obstáculos, de modo que o consumidor possua toda autonomia para conduzir o processo de pagamento dos produtos.

Quais são os principais desafios do self checkout?

É claro que a implementação de uma nova tecnologia repleta de facetas leva a desafios inerentes à sua operação e gestão do varejo. Com o self checkout não é diferente.

De acordo com matéria de 2020 do The Wall Street Journal, o self checkout causa certa frustração tanto nos comerciantes como nos clientes.

Em especial, nos momentos em que o sistema está sobrecarregado ou mesmo quando está fora do ar.

Além disso, o risco de roubo é naturalmente maior — afinal, falamos de um método de frente de caixa que não é supervisionado de perto por uma pessoa.

E apesar da maioria dos consumidores ativos de hoje já estar acostumada a lidar com a tecnologia, ainda há certa fricção no caso dos mais idosos.

Inclusive, com uma rápida busca no Google, qualquer um encontra um tutorial no WikiHow (em inglês) ensinando a utilizar um terminal de self checkout.

Sem dúvidas, um reflexo da busca por respostas de consumidores pegos de surpresa pela tecnologia.

Na prática, porém, ela é super simples, oferecendo velocidade ao processo de checkout, agregando valor e mais conveniência à experiência de compra.

Contudo, há uma curva de aprendizagem a ser considerada. Vale entender se o seu negócio está disposto a encarar esses pequenos obstáculos em busca de um bem maior.

Afinal, o self checkout é confiável?

Felizmente, o self checkout é uma alternativa totalmente confiável e segura -´- seja para o consumidor, como para o estabelecimento.

A segurança está relacionada à proteção aos dados do cliente, que possui os mesmos (e até melhores) mecanismos dos PDVs convencionais.

Desse modo, seja por meio de pagamento via cartão no terminal de autoatendimento ou via PIX no aplicativo, tudo é feito considerando as principais diretrizes de segurança atuais.

Inclusive, no Brasil, segue também as determinações da Lei Geral da Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Além disso, para os estabelecimentos, há formas de incrementar o self checkout, de modo que não sofra com roubos.

Um exemplo é utilizar caixas de self checkout que pesem as compras e façam uma relação entre a pesagem e o valor final.

No menor indício de problemas, o sistema automaticamente trava a operação e chama um encarregado.

Porém, há opções ainda mais avançadas, que utilizam de câmeras capazes de realizar o reconhecimento dos produtos.

Até mesmo sistemas de checkout com leitores RFID (que fazem a identificação por radiofrequência).

Outro aspecto do self checkout que chama a atenção dos consumidores tem relação com a pandemia de Covid-19.

A necessidade do isolamento social acendeu uma luz de alerta na mente dos consumidores, que hoje em dia estão mais cuidadosos com as superfícies que tocam e, principalmente, com as pessoas que interagem.

O self checkout elimina um fator crítico dessa equação: a necessidade do contato humano.

Assim, cria uma percepção de segurança muito bem avaliada pelos consumidores, ao menos de acordo com dados divulgados em matéria da Forbes.

Inclusive, a matéria cita outro dado de uma pesquisa na área, que descobriu que 87% dos consumidores preferem fazer compras em lojas de varejo com opções touchless ou de self checkout.

O que analisar antes de implantar o self-checkout

Antes de investir no self checkout, você precisa analisar com cuidado as condições do seu negócio, bem como a própria comunicação da loja e as opções do mercado.

Como mencionamos, existem diferentes tecnologias que capacitam a implantação do self checkout. Você sabe quais as melhores para o seu negócio? Bom, pesquisar é necessário!

Mas antes de qualquer coisa, vamos entender o que você deve analisar antes de investir na solução de self checkout. Confira!

Demandas do negócio 

Ao considerar a implementação do self checkout, primeiramente você deve definir as prioridades do seu negócio e se perguntar se faz sentido para o PDV.

É realmente uma demanda do seu negócio?

Isso porque o investimento pode fazer sentido se você busca pela modernização do ponto de venda, bem como para melhorar a experiência do cliente.

Fornecedores de softwares

Um dos pontos que merecem maior atenção é a escolha do software que será utilizado, também chamado de frente de caixa.

Ele deve ser didático e intuitivo para que o consumidor consiga utilizá-lo sem dificuldades.

Espaço físico 

A grande quantidade de pessoas esperando por atendimento costuma ser o maior gargalo para um supermercado.

Esse tópico pode influenciar bastante na decisão de desistir da compra. É por isso que você tem que estar atento se esse é um ponto fraco no seu negócio.

Vale lembrar que é essencial avaliar se há espaço físico na sua loja para abrigar os caixas de autoatendimento.

Se você optar por uma solução de self checkout baseada em dispositivos móveis, é preciso garantir toda infraestrutura de Internet para que o sistema funcione sem interrupções.

Localização estratégica 

Da mesma maneira, estude qual o melhor local para posicionar seus terminais de autoatendimento — se decidir por essa alternativa. Além de boa localização, deve haver sinalização, orientando os clientes a chegarem no terminal.

Certifique-se de que os clientes saibam da existência do caixa self checkout dentro do seu PDV.

Naturalmente, uma nova tecnologia é uma atração por si só, mas não dura muito tempo se os clientes não forem estimulados a usarem o sistema e não se sentirem familiarizados com ele.

Por isso, pense também em como aguçar a curiosidade do público.

Aliás, não se esqueça de caprichar na comunicação para orientar o consumidor sobre o uso da tecnologia — um passo a passo simples, ilustrado, com frases objetivas e curtas pode fazer toda a diferença na experiência de compra.

TOTVS Varejo Supermercados

A melhor tecnologia para gerenciar seus pontos de venda e frentes de caixa, bem como possibilitar a implementação do self checkout é o TOTVS Varejo Supermercados.

Com mais de 400 mil clientes e espalhado em mais de 20 mil pontos de vendas por todo o Brasil, o sistema da TOTVS é referência para oferecer produtividade à gestão de  supermercados.

Com o TOTVS Varejo Supermercados, você moderniza sua gestão, torna seu time mais produtivo e melhora a experiência do cliente.

Entre as soluções do TOTVS Varejo Supermercados, destacamos três:

  • Self Checkout: com uma interface simples e intuitiva, permite que os consumidores fechem as compras sem necessidade de um atendente.
  • Self Shopping: para que seus clientes utilizem um coletor de dados para registrar os produtos no seu carrinho, facilitando o autopagamento.
  • Self Payment: utilize a solução para disponibilizar um terminal de autoatendimento para realização dos pagamentos das compras.

Assim, você dá mais autonomia e conveniência para o consumidor, que acaba tendo mais conforto para realizar suas compras.

Essas são apenas algumas das vantagens do TOTVS Varejo Supermercados, que possui recursos para gestão completa do seu negócio, do backoffice ao PDV e WMS.

Que tal conferir os benefícios? Conheça tudo sobre o TOTVS Varejo Supermercados!

Nova call to action

Conclusão 

E então, gostou de aprender tudo sobre self checkout? A alternativa é uma excelente maneira dos varejos modernizarem sua infraestrutura, investindo em uma melhor experiência do cliente.

Esperamos que o conteúdo ajude você a compreender mais sobre o assunto, as vantagens da tecnologia, como implementá-la e os desafios desse processo.

Sente que está na hora de dar esse passo e transformar a operação em sua loja? Conte com as soluções da TOTVS!

E agora, antes de finalizar o conteúdo, que tal assinar nossa newsletter e receber em seu e-mail outros conteúdos como esse? Te aguardamos!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.