Atração de talentos: o que é, importância e como fazer

Equipe TOTVS | 17 janeiro, 2022

Não é segredo que os melhores colaboradores trabalham mais e melhor. Mas um ponto em que a maioria das empresas peca é em achar essas pessoas. Para isso, é necessário contar com uma boa estratégia de atração de talentos.

Atrair e reter os talentos certos é essencial para que o seu negócio se coloque no topo da corrida contra a concorrência.

A grande questão é que atrair talentos é um processo normalmente desafiador. Então, como atrair os melhores profissionais do mercado?

Bom, a primeira coisa que você precisa saber: os profissionais (sejam bons ou não) estão sempre no mercado.

Uma pesquisa do Indeed identificou que 71% dos funcionários estão sempre à procura de emprego que ofereça melhor salário, horário flexível e boa localização.

Ou seja, os talentos estão aí. Agora, como criar um processo de atração que não esgote o seu orçamento e seja eficaz em reunir os melhores candidatos possíveis?

É o que vamos te mostrar neste guia completo sobre atração de talentos. Preparamos um conteúdo repleto de dicas e dados sobre o setor para você, confira!

O que é atração de talentos?

A atração de talentos corresponde às estratégias e táticas de uma empresa para atrair os melhores candidatos passivos ​​para um suas vagas.

Para tanto, as organizações investem em boas práticas relacionadas ao employer branding, marketing de recrutamento, cultura organizacional moderna, ótima gestão da experiência humana, ambiente de trabalho diverso, remuneração competitiva, benefícios flexíveis, bem como tecnologias como o Applicant Tracking System.

A atração de talentos é calcada em cima de uma premissa simples: para ser a melhor, sua empresa precisa contar com os melhores profissionais.

Organizações de alto desempenho conquistam e mantêm novos clientes contratando os melhores talentos para atendê-los e produzir para eles.

Isso significa dedicar tempo e atenção, bem como investimento na criação de uma ótima employer branding, que turbine seu processo de atração de talentos.

O conceito de talento

Mas afinal, o que é talento e como ele deve ser encarado dentro do contexto corporativo? Na teoria, podemos buscar a conceituação direto do dicionário, que aponta duas explicações:

Aptidão incomum que, natural ou adquirida, leva alguém a fazer alguma coisa com maestria; engenho: possui talento para o magistério.

Indivíduo engenhoso, de habilidade ou capacidade incomuns: é um talento de primeira ordem.

É, sem dúvidas, um conceito que gera debates. Por exemplo, no futebol ou esportes em geral, é comum apontar que uma jovem promessa possui “talento nato”.

Já no caso corporativo, o entendimento é diferente: o talento é a capacidade que uma pessoa tem de ativamente auxiliar uma empresa a atingir seus objetivos ou de solucionar problemas.

Para uma organização, contar com uma diversidade de talentos significa montar uma equipe repleta de diferentes conhecimentos, habilidades e competências — que formam o capital humano da empresa.

Qual a importância da atração de talentos para as organizações?

Um bom processo de atração de talentos é importante para que sua empresa possa produzir mais e melhor. É uma forma de fortalecer seu potencial competitivo e potencializar seu poder como marca.

Uma pesquisa divulgada pela McKinsey, que envolveu mais de 600 mil pesquisadores, profissionais e atletas, descobriu que aqueles que melhor desempenham conseguiam ser 400% mais produtivos que a média.

Isso não quer dizer que um funcionário embala 400 produtos e o outro apenas 1.

Falamos de uma perspectiva mais ampla, que leva em conta a eficiência do trabalho prestado e a qualidade — contínua — do mesmo.

Com profissionais qualificados integrando sua equipe, é mais fácil atingir metas desafiadoras e, claro, fatores como o onboarding e a curva de aprendizagem dos novos funcionários são otimizados.

Com um processo seletivo falho, a empresa acaba atraindo e investindo na contratação dos profissionais errados, o que gera custos trabalhistas e prejuízos intelectuais e de produtividade.

A atração de talentos na era digital

Com a transformação digital, a maneira de se atrair talentos, contratá-los e mantê-los foi substancialmente alterada. A maneira que a empresa trabalha sua marca é essencial. Muito mais do que agradar possíveis clientes, é necessário agradar possíveis funcionários.

E como o nome já diz, a estratégia visa atrair clientes, não simplesmente atingi-los com vagas específicas.

Não se trata de adquirir clientes investindo na divulgação de vagas, mas sim de impulsionar a marca como uma boa empregadora, esclarecendo os motivos que há para se trabalhar nela. 

Um exemplo disso é o poder das mídias sociais.

O estudo “Evaluating Effective Use of Social Networks for Recruitment” identificou que as redes sociais são a ferramenta de recrutamento mais adequadas para:

  • atrair talentos passivos;
  • atingir um público mais amplo;
  • alcançar a eficiência do processo de recrutamento;
  • entender o perfil do candidato por meio de suas habilidades e recomendações.

De acordo com uma pesquisa da Career Arc, 55% das pessoas que buscam emprego consideram as redes sociais como o recurso mais útil durante a procura.

Além disso, de acordo com a Sparc Start, 41% dos candidatos querem ver depoimentos de funcionários ao pesquisar empresas em busca de emprego.

Vale ainda apontar que o aspecto digital não influencia apenas na parte operacional da atração dos talentos, mas serve como um dos diferenciais para que novos profissionais se interessem por vagas.

A cultura do home-office se popularizou pelas empresas de todo o mundo com a pandemia de Covid-19 e serviu para remodelar até mesmo as culturas organizacionais mais rígidas.

Vertentes do movimento, como o anywhere office, já são vistos como o diferencial para funcionários de alto desempenho que gostam de trabalhar do lugar que bem entenderem — não apenas no escritório ou em casa.

Para isso, é claro, a empresa deve contar com uma infraestrutura digital de trabalho.

Os processos devem ser centralizados, sistemas baseados na nuvem são uma necessidade e a comunicação deve ser feita por diferentes (embora não muitos) canais.

Como a empresa é impactada com um processo de atração de talentos inadequado?

Hoje, não há como negar o poder de uma excelente montagem de equipe. Pessoas fazem um negócio ser o que é. Portanto, nada mais lógico do que, quanto mais qualificadas, maior qualidade são capazes de entregar.

E claro, a lógica inversa também é verdadeira: a má montagem do seu time pode impactar de diversas maneiras negativas nos resultados do negócio.

De que forma? Explicamos a seguir, confira:

Aumento de custos

Funcionários menos qualificados e aquém do perfil e da cultura da empresa podem ocasionar no aumento de custos.

E isso vai muito além de simplesmente contratar “profissionais bons” ou “profissionais ruins”.

Um processo de atração de talentos falho vai ignorar as principais necessidades do seu negócio — ou focar tanto nelas que vai esquecer de outros pontos complementares, como as soft skills desejadas.

No fim das contas, você pode contar com um time de profissionais muito bons, mas que não conseguem entregar o nível de qualidade, produtividade e agilidade que sua empresa precisa.

E tudo isso por vários motivos, como a falta de fit com a cultura organizacional da empresa.

Como resultado, sua empresa não cresce como esperado e é o seu financeiro quem mais sente, já que a empresa precisa arcar com os custos dessa ineficiência — e todos os processos relacionados à manutenção desse patamar.

No caso, falamos dos custos trabalhistas envolvidos com a troca de peças do seu time, bem como toda curva de aprendizagem para os novos colaboradores.

De acordo com uma pesquisa do CareerBuilder, cerca de três quartos dos empregadores americanos afirmaram que já contrataram a pessoa errada para executar alguma função em sua empresa. Na média, essa decisão custou US$ 15 mil dólares a cada organização.

Equipes desmotivadas

A contratação de profissionais com os perfis errados traz prejuízos que vão além dos financeiros e além da empresa em si. Falamos da própria motivação das pessoas, que não conseguem desempenhar e se sentem pressionadas por melhores resultados.

Na verdade, 60% dos funcionários disseram em uma pesquisa da Deloitte que o bem-estar aumenta a retenção de profissionais e 61% disseram que melhora sua produtividade, bem como os resultados financeiros.

Pode não parecer em um primeiro momento, mas o simples encaixe equivocado de um profissional em um time, ambiente e projeto, pode comprometer seu bem-estar.

Depressão, insônia e humor irritadiço estão entre os sintomas relacionados ao estresse que os trabalhadores mais experimentam.

De acordo com outra pesquisa do Careerbuilder, aproximadamente 33% dos funcionários com altos níveis de estresse disseram estar insatisfeitos com seus empregos.

Baixa produtividade

Por fim, é impossível falar dos efeitos de uma má atração de talentos e não mencionar os efeitos negativos na produtividade da sua empresa.

Ao elaborar o processo de atração perfeito, com um programa de onboarding dinâmico, é possível aumentar os níveis de engajamento dos funcionários.

Na prática, de acordo com dados da Gallup, falamos de uma redução de 41% no absenteísmo e 17% de aumento na produtividade dos funcionários.

Funcionários engajados e felizes prestam um melhor serviço aos clientes e à empresa como um todo.

Já profissionais fora do perfil que a empresa deveria buscar se sentem deslocados e, com isso, se desmotivam facilmente.

Na prática, falamos de funcionários improdutivos, que muitas vezes podem até mesmo prejudicar o ambiente de trabalho e impactar pessoas e processos ao seu redor.

O que fazer para atrair talentos?

Apesar de parecer difícil, é possível organizar seus processos e montar uma estratégia eficaz de atração de talentos. O primeiro passo é alinhar o seu RH e mapear, junto das lideranças, quais os objetivos da empresa.

Com base nesse conhecimento, é possível entender exatamente qual perfil de profissional buscar no mercado — bem como os gatilhos certos para atraí-los até sua empresa.

Afinal, falamos da atração de talentos, portanto, da construção de uma marca empregadora que seja atraente o suficiente para que, passivamente, os melhores profissionais do mercado cheguem até sua empresa.

Que tal aprender mais? Separamos algumas dicas essenciais, confira:

Defina e promova a cultura organizacional

A sua cultura organizacional deve ser clara, alinhada com os objetivos, missão e valores da sua empresa. Porém, mais do que isso, ela deve ser promovida.

Essa ação é essencial para consolidar sua marca empregadora — ou o seu employer branding.

Esse termo diz respeito à qualidade da experiência de emprego que você oferece aos funcionários.

Você já parou para pensar porque as principais empresas de tecnologia estão sempre no topo das “wishlists” dos profissionais mais talentosos?

Todas as vantagens, benefícios e ambiente que oferecem estão alinhados ao seu employer branding — inovador, em constante mutação e extremamente inclusivo.

Sua empresa precisa ter uma cultura clara e uma declaração de missão que chame os funcionários para a ação (que seja proativa e não passiva).

Conforme artigo da instituição de ensino Northwestern, sentir-se significativo em seu trabalho leva a um sentimento de pertencimento, que pode se tornar uma vantagem competitiva.

Os talentos de hoje, especialmente da Geração Z e Millennials em diante, esperam mais do que apenas uma relação empregado-empregador.

Na verdade, eles querem contribuir para um mundo melhor.

Defina sua persona

Sabia que existe uma persona para o talento que você busca no mercado? Isso mesmo, a construção de um perfil não se resume apenas ao seu cliente ideal, mas ao funcionário ideal.

É com base nele, e nas mais detalhadas informações que você puder encontrar, que a estratégia de atração de talentos será baseada.

Como divulgar sua empresa nas redes sociais e impactá-lo com isso? Onde ele normalmente procura por vagas (sua empresa está lá)? Ele costuma ler reviews da experiência de funcionários em sites especializados, como o Glassdoor?

São informações úteis que vão ajudar você e seu time a compreender como atrair esse talento único.

Garanta que seu processo de seleção seja humanizado

Normalmente falamos do processo de seleção de talentos com certo ar de pragmatismo corporativo. A própria entrevista, em muitas empresas, é conduzida de maneira quase burocrática.

Nossa dica é tornar esse um processo mais humano, próximo e agradável.

Estimule que o candidato não simplesmente recite suas experiências como se estivesse em um interrogatório, mas realmente engajando em uma conversa fluida.

Para isso, é essencial que os recrutadores tenham uma postura de acolhimento, de modo que as competências do profissional fiquem à mostra para serem melhor avaliadas.

Ofereça um ambiente de trabalho agradável

Qual ambiente de trabalho o candidato, caso contratado, vai encontrar na empresa? 

Esse “baque” muitas vezes pode arruinar o onboarding do novo funcionário, estendendo sua curva de aprendizagem e prejudicando seu fit na cultura da empresa.

Por isso, muito além de ajustar os processos e práticas de recrutamento, faça questão de olhar para dentro e entender de que formas melhorar o próprio ambiente de trabalho.

Isso faz toda diferença no estabelecimento de uma primeira impressão prática positiva.

Use os benefícios como forma de atração e retenção de talentos

Hoje em dia, muitos talentos estão buscando empresas que ofereçam benefícios flexíveis e atraentes. Então, que tal caprichar no seu programa de benefícios?

Vale-Refeição, Vale-Alimentação, Vale-Transporte são os mais básicos (e obrigatórios). Nossa dica é buscar os meios de ir além.

Se a sua empresa tiver condições, invista em benefícios mais inovadores e adequados ao perfil do seu funcionário.

O objetivo é que a sua empresa ofereça o necessário para que o profissional possa atingir o melhor work-life balance, estimulando-o a continuar na empresa.

Utilize o marketing de recrutamento

Não se esqueça que o investimento em marketing de recrutamento é essencial para que sua empresa se destaque da concorrência na busca pelos melhores talentos.

Por meio de conteúdos e postagens em diferentes redes sociais, difunda os valores, propósito e cultura da sua empresa.

O intuito é mostrar muito além do que o funcionário vai fazer na prática, mas do ambiente que ele fará parte e da contribuição que ele terá.

Aqui, a tecnologia pode ser o diferencial. Por isso, use um ATS para organizar os processos!

Tenha atenção ao endomarketing

Agora, como sua empresa age efetivamente para conectar os funcionários à cultura e ao seu propósito? Essa é a missão do endomarketing.

Ou seja, ações internas que visam estreitar a relação das pessoas com a organização.

O objetivo é entender, desenhar e aplicar programas que melhorem a experiência do colaborador ao longo do seu ciclo dentro da empresa.

Exemplos são, além dos benefícios, programas de treinamento e capacitação, iniciativas de lifelong learning, entre outros.

Ofereça oportunidades de crescimento e desenvolvimento

Sabe qual a melhor maneira de atrair os principais talentos do mercado? Exibindo ao candidato não apenas suas atribuições na vaga em questão, mas as possibilidades de crescimento do mesmo.

Afinal, partimos do princípio que os melhores profissionais buscam sempre se desenvolver.

Conte com um plano sólido de cargos e salários

Complementando o ponto anterior, é essencial contar com um plano de carreira bem definido, fluido e que se encaixe nas pretensões do profissional.

Deixe claro o nível que o profissional pode atingir (bem quais os diferentes caminhos que pode escolher) e os diferentes salários.

Essa transparência é essencial para que o funcionário se desenvolva e busque agregar valor ao negócio.

Incentive a autonomia 

Uma equipe qualificada normalmente não demonstra suas principais habilidades quando limitada pelas ordens de um único gestor.

É por isso que recomendamos incentivar a autonomia dos profissionais, de modo que eles possam ir além para encontrar soluções e criar insights valiosos que sirvam ao negócio.

Incentive o aprendizado constante

Já ouviu falar de lifelong learning? Trata-se do aprendizado contínuo, partindo do princípio que nenhuma matéria ou função é esgotável.

Ou seja, sempre há novos conhecimentos, práticas e metodologias para se conhecer, dominar e aplicar.

Por isso, para que a qualidade mapeada no processo de recrutamento seja aplicada na jornada do colaborador, incentive que o mesmo mantenha uma rotina de aprendizado constante.

Seja adepto da inovação

Por fim, busque se adaptar à cultura da inovação. Sim, pode parecer clichê, mas saiba que esse é um tópico essencial para o crescimento dos negócios.

Mas como incentivar a inovação no seu negócio, tornando-a parte da sua cultura? Algumas dicas:

  • Investir em treinamentos qualificados;
  • Dar mais autonomia para os profissionais;
  • Premiar ideias novas para problemas persistentes;
  • Investimento em tecnologia para otimizar processos.

Como fazer a atração de jovens talentos?

E se a sua empresa estiver buscando candidatos mais alinhados com os desafios atuais do mercado digital, por exemplo, em que o entendimento do cenário seja essencial para o sucesso da operação? Bom, você provavelmente precisa atrair jovens talentos.

Apesar do pouco tempo de mercado, esses são profissionais com características como: versatilidade na execução das tarefas, amplo domínio da tecnologia e pensamento rápido para pensar em soluções.

Portanto, como atraí-los? Nossas dicas são:

  • Crie uma estratégia de atração de talentos baseado em persona;
  • Aposte nas redes sociais para fortalecer seu employer branding;
  • Procure entender como o seu candidato ideal avalia uma vaga (considere a sua descrição, o salário, as métricas envolvidas, os passos do recrutamento etc.).

A importância da tecnologia no processo de atração de talentos

A boa notícia para quem busca refinar sua estratégia de atração de talentos por meio da tecnologia é que existem várias plataformas à disposição.

Um sistema de RH que ajude na gestão do departamento pessoal e uma plataforma completa para gestão do capital humano, são exemplos de tecnologias transformadoras.

Esse último é mais indicado para quem quer otimizar a atração de talentos, por meio de várias funcionalidades, como gestão de desempenho, acompanhamento de metas, cargos e salários e muito mais!

Tecnologias da TOTVS para RH

Você conhece as tecnologias da TOTVS para RH? A suíte tecnológica mais completa do mercado para Recursos Humanos pode atender todas as necessidades do seu negócio, desde a atração e retenção de talentos até as suas rotinas de Departamento Pessoal.

Com sistemas completos, as tecnologias da TOTVS para RH complementam seus processos e elevam o patamar da gestão de pessoas na sua empresa. A TOTVS é campeã, por dez anos consecutivos, na categoria Tecnologia para Gestão de RH da premiação Top of Mind!

Que tal garantir que o seu processo de atração e seleção de talentos se torne mais eficiente, tecnológico e produtivo?

Confira todos os detalhes sobre as nossas tecnologias para o seu RH!

Nova call to action

Conclusão

Neste conteúdo, explicamos a fundo o que é atração de talentos, como aprimorá-la e a importância de uma estratégia moderna e tecnológica para que o seu negócio seja realmente competitivo.

Talentos são o que fazem da sua empresa uma marca única perante os clientes. É por isso que entender como atraí-los e gerenciá-los é tão importante.

Mas lembre-se: a tecnologia, hoje, é essencial para otimizar a gestão de pessoas e tornar seu recrutamento mais eficiente. Por isso, conte com as tecnologias da TOTVS para RH!

Antes de finalizar, que tal seguir acompanhando os nossos conteúdos? Assine a newsletter da TOTVS para recebê-los direto em seu e-mail!

Artigos Relacionados

Deixe aqui seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.