retencao-de-alunos

Retenção de alunos: Como a tecnologia pode ajudar?

Equipe TOTVS | GESTÃO PARA INSTITUIÇÕES DE ENSINO | 10 abril, 2020

A tecnologia aliada a bons métodos de ensino é uma prática eficiente para alcançar um índice satisfatório de retenção de alunos. Ao longo deste conteúdo, você vai ver como o uso de ferramentas especializadas, aliado a boas práticas, conseguem atrair e manter os estudantes interessados.

Contextualização de conhecimentos e abordagem diferenciada se caracterizam como uma forma de motivação para estudar. Se você quer entender melhor esse processo e como a tecnologia pode ser útil, continue acompanhando o artigo que preparamos!

Como ocorre a evasão de alunos?

Nas instituições de ensino, alunos mais velhos, entre 17 e 25 anos, que precisam equilibrar estudos com trabalho e outras responsabilidades da vida adulta, são mais propensos à evasão escolar.

A motivação para alunos que vivem essa realidade precisa ser muito bem trabalhada, já que dependem de recursos e tempo para seguirem estudando.

A partir desse cenário, fica a cargo da escola ou faculdade trazer meios de auxiliar o aluno a não desistir do curso. Incentivos por meio de bolsas, descontos e negociação de mensalidades podem ser levadas em consideração, dependendo do perfil de cada estudante. Financiamentos privados e acordos sobre parcelas atrasadas são estratégias válidas para a retenção.

Um programa próprio de crédito estudantil também se coloca como uma opção interessante, já que a instituição deixa à disposição do aluno uma nova forma de pagar pelo curso. O estudante, por sua vez, é cobrado para apresentar boas notas.

Essas práticas são alternativas que ajudam na motivação para estudantes, pois impacta diretamente na forma como a instituição é vista, tanto pelo meio acadêmico quanto pelos alunos e seus pais/responsáveis.

Métodos para a retenção de alunos

Um aluno retido precisa estar satisfeito com seu papel na instituição de ensino, e o processo de aprendizagem deve se comunicar com ele diretamente, escutando suas ideias e opiniões, reforçando seus pontos fortes e trabalhando nos pontos fracos, despertando interesse.

O investimento em infraestrutura também não pode ser deixado de lado, o que contempla a implementação de soluções e ferramentas inovadoras. A tecnologia como prática pedagógica é uma boa técnica na retenção de alunos no ensino fundamental, ensino médio ou faculdade. Confira a seguir como reter alunos:

Ofereça soluções para pendências financeiras

Como já citamos, problemas financeiros é uma das causas que fazem alunos abandonarem os estudos. Entre as práticas que podemos citar, encontram-se:

  • Construir uma política de inadimplência, onde o corpo docente e os gestores estejam cientes das regras e com coerência no discurso, evitando ruído nas de informações;
  • Tratar as pendências financeiras de forma discreta e educada, levando em consideração o histórico de cada aluno e o momento que ele está passando em sua vida pessoal;
  • Deixar claras as informações relacionadas a pagamentos, com os reajustes, taxas e cobranças adicionais, desde o momento da matrícula, auxiliando na organização financeira do aluno,
  • Procurar trazer soluções paliativas e adotar postura flexível em relação a descontos, parcelamentos e outros acordos para quitação de dívidas e mensalidades atrasadas.

Invista no relacionamento

O relacionamento é uma prática fundamental para qualquer organização e seus clientes. Por mais que o contato nas instituições de ensino seja diferenciado, ainda há uma transação entre empresa e consumidor.

Na era da transformação digital, se comunicar é via de regra. No processo de fidelização de alunos, o relacionamento deve ser foco da estratégia de retenção. Crie canais de comunicação com alunos por meio das redes sociais ou portais próprios, que deem espaço para seus interesses e preocupações.

No ambiente físico, incentivar a aproximação da comunidade escolar, ou seja, pais, alunos e professores, é algo muito bem-vindo. Eventos, feiras culturais e apresentações de projetos, por exemplo, são pontos positivos na hora de fortalecer vínculos.

Invista em tecnologias: blended learning

O blended learning é um modelo de ensino que concentra métodos tradicionais e outros mais tecnológicos com cursos ou aulas que podem ser feitas à distância, normalmente pela internet. Quando falamos de jovens, o nível de adaptação a essa abordagem pode ser melhor aceito por essa faixa etária, trazendo maior motivação em sala de aula, dado que fazem parte de uma geração mais conectada.

Ao implementar a tecnologia, a instituição consegue deixar as aulas mais atraentes, trabalhando as habilidades dos alunos de maneira interativa, que se encaixa às individualidades de cada um, respeitando o ritmo de aprendizado e trazendo autonomia. Entre os benefícios mais expressivos que a tecnologia pode trazer, estão:

  • Aprendizado lógico: com a tecnologia, o aluno otimiza a assimilação de conteúdos complexos, pois o aprendizado segue uma estrutura lógica, otimizando o tempo;
  • Teoria com prática: o tempo para o aprendizado é mais rápido devido a simulações explicativas, onde o aluno é estimulado a compreender o conteúdo por meio de experiências ativas;
  • Aprendizado direcionado: ao trazer cenários congruentes com situações vivenciadas no dia a dia do aluno, ele cria um elo e se identifica muito mais com a matéria estudada;
  • Sem impacto de faltas: com a tecnologia, o aluno não deixa de absorver o conteúdo que seria passado em sala de aula, pois se ele faltar, poderá retomar a matéria de onde parou, com a aula e revisão on-line, por exemplo.

Vale lembrar que, aulas em formato e-learning reforçam conteúdos passados em sala de aula, e podem trazer conteúdos dirigidos para cada aluno, de acordo com os nichos que deseja se especializar, já o preparando para o mercado de trabalho.

A TOTVS ajuda na retenção escolar

Além do ERP, soluções de inteligência artificial podem prever quando um aluno está mais propenso à evasão escolar. Ferramentas como o aplicativo Meu eduCONNECT auxiliam a estabelecer comunicação eficiente dos pais e alunos com a instituição, dando muito mais mobilidade e rapidez para acesso a notas e planos de aulas, além de emissão de documentos e pagamento de mensalidades.

Ao longo deste artigo, explicamos como a retenção de alunos é um ponto a ser levado a sério nas escolas e faculdades, mostrando que a tecnologia é uma aliada poderosa na otimização desse processo desafiador.

Se você gostou do conteúdo e quer saber mais sobre o tema, confira nosso outro post e se informe mais. Não deixe de acompanhar nosso blog e assinar a newsletter, para receber novidades diretamente em seu e-mail!

Nova call to action

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar a experência do usuário. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Cookies para saber mais.